AGRONEGÓCIO: A SALVAÇÃO DA ECONOMIA MUNDIAL, BRASILEIRA E DA TERRA DE PAPACAÇA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

sábado, 22 de agosto de 2020

AGRONEGÓCIO: A SALVAÇÃO DA ECONOMIA MUNDIAL, BRASILEIRA E DA TERRA DE PAPACAÇA


Atualmente o agronegócio é uma das atividades econômicas mais importante do mundo e do Brasil, o setor corresponde com 25 porcento do produto interno bruto brasileiro, e contribui com 42 porcento das nossas exportações nacionais , o nosso país tem dimensões continentais e quase 80 porcento das nossas propriedades são de pequenos agricultores e pecuaristas que precisam de políticas públicas específica por região, levando em conta o clima e a vegetação.

Erradicado no município de São Bento do Una há mais de uma década, onde constituiu família, o  coronel Alexandre Bilica tem admiração pela população local, considerando que o município não tem boas bacias hidrográficas e é  o segundo município pernambucano que mais produz no agronegócio do estado, colaborando com 9 porcento do produto interno bruto, perdendo apenas para petrolina, por causa da fruticultura irrigada.

Especialista em agronegócio, por ser formado em técnica em agropecuária, o coronel Alexandre Bilica tem no seu plano de governo alavancar esse setor da economia em Bom Conselho, com políticas públicas propositivas, entre elas a implantação da avicultura em nosso município, em uma parceria pública privada, onde os pequenos e médios produtores construirão as suas granjas,receberão os pintos gratuitos, ração e assistência técnica veterinária, para terem uma renda familiar complementada, gerando emprego e renda para o município, para isso bílica vai utilizar sua amizade em São Bento do Una com vários empresários granjeiros, hoje o setor do agronegócio correspondente a quase 60 porcento da economia daquele município.

Outro investimento na área é a distribuição do botijão de sêmen de forma gratuita para as subprefeituras dos distritos e para às associações rurais, que tem por finalidade melhorar geneticamente o rebanho bovino, a fim de triplicar a produção leiteira desses pequenos pecuaristas, que atualmente tem uma produção média diária de 10 litros de leite por animal, e com esse investimento pode chegar até 30 litros ou mais por animal.

Considerando que o nosso município tem uma boa bacia hidrográfica, essa vai ser utilizada e aproveitada pelo governo municipal para criação de peixe, a fim que no período da semana santa, seja distribuída de forma gratuita para a nossa população, principalmente para as mais carentes.
Texto e Foto: Alexandre Bilica

Nenhum comentário: