CONHECENDO AS BELEZAS NATURAIS DO SÍTIO RIACHO DA LUÍZA DE VENTUROSA/PE (PARTE II) - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

domingo, 12 de agosto de 2018

CONHECENDO AS BELEZAS NATURAIS DO SÍTIO RIACHO DA LUÍZA DE VENTUROSA/PE (PARTE II)

O lajedo da Luiza localizado na zona rural de Venturosa, está há poucos metro da BR-424, distante de Venturosa 09 km e 04 km da Vila do Tará. É um lugar místico que para alguns, mal assombrado. O lajedo tem seus 500 metros de comprimento, 80 metros de largura e 30 metros de altura. Tem vários cortes na rocha que se transformam em caldeirões d'água no período das chuvas.

O lajedo da Luiza tem uma altura de 30 metros, porém, a subida é fácil por que a rocha é muito áspera e facilita a subida. A rocha granítica está no meio da vegetação de caatinga. Em cima do lajedo, há vários cactos, tipo, facheiros e "coroa de frade", como o povo conhece.

Ao lado do lajedo da Luiza tem a residência do senhor Zé Bento, agricultor que mora há mais de 40 anos no local. Interessante, que o "puleiro das galinhas" é um pé de romã, que servem de repouso para as galinhas criadas pela família.

A cor do solo depende do material de origem e do conteúdo de matéria orgânica (elementos vivos e não vivos compostos de carbono). O solo é mais escuro, por exemplo, quanto maior for a quantidade de matéria orgânica. A cor indica se ele é fértil ou não. Tons avermelhados ou amarelados estão associados a óxidos de ferro e, por isso, podem representar um terreno bom para plantação. O que fazer uma partícula de uma rocha amarelada depende da pigmentação ao seu redor.

A mistura de vegetação é muito comum nos interiores dos sertões brasileiros. A Caatinga ocupa cerca de 844.453 Km² de extensão e é o único bioma com distribuição exclusivamente brasileira. Estende-se por todo estado do Ceará e mais de metade da Bahia, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte; quase metade de Alagoas e Sergipe, além de pequenas porções em Minas Gerais e no Maranhão. 

Essas rochas ficam em cima do lajedo da Luiza em Venturosa
Rocha é um agregado sólido que ocorre naturalmente e é constituído por um ou mais minerais ou mineraloides. A camada externa sólida da Terra, conhecida por litosfera, é constituída por rochas. O estudo científico das rochas é chamado de petrologia, um ramo da geologia. Os termos populares pedra e calhau se referem a pedaços ou fragmentos soltos de rochas.

Como explicar que um facheiro consegue ter vida em cima de uma rocha? No lajedo da Luíza você encontra rochas de vários tamanhos e formatos. Esse torrão nordestino é cheio de lendas e histórias mal-assombradas.

Ao percorrer cerca de 04 quilômetros no meio da caatinga, na zona rural de Venturosa, vivenciamos um estilo de sobrevivência diferenciado, justamente por que a temperatura acima de 30 graus, exige fôlego e disposição, além de um bom preparo físico. O nome Caatinga significa mata branca em tupi-guarani, fazendo uma referência à vegetação desse bioma no período de seca, que perde suas folhas e fica com aspecto esbranquiçado.


A SEGUIR CONFIRA AS PEDRAS E SUAS GEOFORMAS ENCONTRADAS NO SÍTIO RIACHO DA LUIZA EM VENTUROSA/PE


Pedra da Andorinha

Pedra da Embarcação

Pedra do Gafanhoto

Pedra do Caracol

Pedra do Carro

Pedra Rachada

Pedra do Letreiro

Pedra do Mandacaru

Pedra do Pênis
Pedra Oval

Pedra da Cavidade

Do lado esquerdo dessa foto está o lajeiro dos Urubus que é uma rocha de quase um quilômetro de comprimento, cravada no meio da caatinga. Uma vista panorâmica sensacional!


Em cima de uma rocha de pouco mais de 40 metros, pude ter uma vista panorâmica da região da serra redonda e do sítio Riacho da Luiza. A temperatura de 35 graus não foi o grande obstáculo até chegar a esse local, mas, o pequeno varedo dentro da vegetação de caatinga.


Isso é sinônimo de liberdade, de amor a natureza. De cima do lajedo da Luíza, ao fundo você ver a serra Redonda, lugar cheio de mistérios e lendas. Ouvi dos moradores, seu Zé Bento e do seu filho,Gui, que foi nosso guia de turismo, histórias de mal-assombros, inclusive, umas da fotos que fiz, apareceram vários rostos, provavelmente dos antepassados que habitaram pela região. 

Nessa região há vários tipos de rochas, todas provocadas por ações vulcânicas a milhões de anos.

ENTENDA COMO SÃO CLASSIFICADAS AS ROCHAS
As rochas podem ser classificadas de acordo com sua composição química, sua forma estrutural, ou sua textura, sendo mais comum classificá-las de acordo com os processos de sua formação. 
Pelas suas origens ou maneiras como foram formadas, as rochas são classificadas como ígneas, sedimentares, e rochas metamórficas. 
As rochas magmáticas foram formadas de magma, as sedimentares pela deposição de sedimentos e posterior compressão destes, e as rochas metamórficas por qualquer uma das primeiras duas categorias e posteriormente modificadas pelos efeitos de temperatura e pressão. 
Nos casos onde o material orgânico deixa uma impressão na rocha, o resultado é conhecido como fóssil.

Nenhum comentário: