O OUTRO LADO DA SERRA DA BAÊTA DE BOM CONSELHO QUE VOCÊ NÃO CONHECE - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

domingo, 1 de novembro de 2020

O OUTRO LADO DA SERRA DA BAÊTA DE BOM CONSELHO QUE VOCÊ NÃO CONHECE

Para um repórter de verdade, não interessa o tamanho da ladeira. Hoje, fomos conhecer um lugar da serra da Baêta que pouquíssimas pessoas conhecem. Na verdade, a reportagem do blog do Poeta foi a primeira a visitar esse lado selvagem da serra da Baêta, localizada na região oeste do município. A beira de um abismo pudemos ver de perto o tamanho do paredão rochoso da serra que fica virada para o distrito de Logradouro dos Leões e que há condições para a prática de esportes radicais, como por exemplo, rappel.

O professor José Fábio dos Santos, esteve com o radialista e blogueiro Cláudio André O Poeta, onde na oportunidade cedeu entrevista e explicou como foi a origem e a formação do grande paredão rochoso que é visto de várias comunidades do entorno do distrito de Logradouro dos Leões.                                               


De presente da natureza ganhamos uma vista maravilhosa de umas nuvens isoladas e carregadas que resolveram despejar muita água na região da serra do santo Antônio.

O rochedo granítico que aflora em um dos lados da serra da Baêta, é uma grande demonstração de poderio da própria natureza.

Quando escurece no cume da serra da Baêta, o contraste das formações rochosas e a falta de iluminação natural nos proporcionou essa linda imagem.

São pelo menos três formações rochosas de um maciço granítico desgastado com ação do intemperismo há milhões de anos. Por um olhar diferente conseguir fazer esse registro fotográfico.

Para se chegar a esse local, precisa-se determinação, fôlego e uma dose de aventura. Infelizmente, as estradas dessa região estão abandonadas, dificultando a visita aos atrativos turísticos da região.

No meu canal no YouTube estaremos com reportagens exclusivas sobre os atrativos turísticos da serra da Baêta, que teve sua origem devido a fazendas de café existentes há décadas passadas. Você sabia que a região da Baêta, em tempos passados a região foi muito rica na produção de café?

Dialogando com o senhor Adenilson, morador da serra da Baêta, nos informou que toda essa região tem vários atrativos turísticos que praticamente nenhum outro bonconselhense conhece. Por essa região ainda é comum encontrarmos animais e aves raras devido a existência de uma área de preservação.

O professor José Fábio dos Santos que esteve nos acompanhando nessa trilha da Baêta, mencionou na reportagem que vai ser exibida nas minhas redes sociais, a importância da preservação ambiental.

Essa é a vista panorâmica de quem está subindo a serra da Baêta. No horizonte vemos uma linda cordilheira e mais abaixo pura vegetação de caatinga. Até 60 dias atrás, tudo estava verdinho.

A partir que o sol vai se pondo, mais o cenário natural fica bonito de se ver. O vale do Traipu tem características similares de outras regiões do Brasil.

A partir que fomos percorrendo toda a região da serra da Baêta, fomos também presenciando uma chuva isolada caindo no horizonte. Até que a temperatura não estava tão alta como dias anteriores.

Assistir o pôr do sol na região serrana de Bom Conselho é uma terapia. Do local onde estivemos, há mais de 700 metros de altitude acima do nível do mar, pudemos vivenciar um majestoso fim de tarde.

A caatinga nos surpreende. Quando tudo está ficando cinza, mesmo assim encontramos plantas nativas que superam altas temperaturas e mostra seu colorido, deixando o cenário ainda mais bonito. Veja o ipê acima.

Por fim, agradecer ao Criador por mais um dia não tem coisa melhor. Vivenciar um fim de tarde no cume da serra da Baêta é um privilégio para poucos. 

De cima da serra da Baêta com vista para a serra Grande. Toda essa parte oeste de Bom Conselho tem altitudes que variam de 500 a 800 metros. A hora que você for terá uma linda paisagem para maravilhosos registros fotográficos.

Quer saber mais?
Acesse nosso portal de turismo

Nenhum comentário: