CONHEÇA AS PEDRAS DO MORCEGO, DO DINOSSAURO E A CAVERNA DO MORCEGO NA DIVISA DE PE/PB - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

CONHEÇA AS PEDRAS DO MORCEGO, DO DINOSSAURO E A CAVERNA DO MORCEGO NA DIVISA DE PE/PB

Prestou atenção nessa imagem? Num primeiro momento, a gente se encanta com a pedra arredondada escorada em duas outras e ao mesmo tempo podemos ver que uma rocha tem uma geoforma de uma cabeça de dinossauro. Ao mesmo tempo tudo se transforma na caverna do Morcego, numa área que pertence ao governo federal, muito pouco explorada.

A caverna do Morcego é formada por uma gigantesca pedra em cima de um lajeiro e ao mesmo tempo se criou uma cavidade que uma pessoa magra consegue fazer a travessia.

Nessa parte que me encontro faz parte da caverna do Morcego que tem uma abertura maior. A temperatura por volta das 3 horas da tarde estava em torno de 30 graus. Lamento que nesse local, não tenha limpeza, onde frequentadores ou visitantes defecam no entorno do grande lajeiro onde está a caverna.

Teste de resistência... Brincadeiras a parte, essa rocha que está escorada em outras duas, deve pesar mais de 20 toneladas. Pergunta-se, quem colocou essa rocha nesse lugar? Resposta concreta, é obra de Deus.

Apenas tirando uma onda... Levantar, jamais! Nesse conjunto de rochas, encontramos pinturas rupestres e linques (purificadores do ar).

Como dizia um velhinho amigo, nunca tire de você o espírito de criança... Brinque sempre. Sorria Sempre. Olhe a vida de uma outra maneira... Levar tudo a sério de mais, faz mal ao coração.

A porta de entrada da caverna do Morcego é um lugar que transmite muita paz, muito sossego. O pôr do sol é uma espetáculo a parte. Valeu todo o esforço! Quer ir conhecer? Vá até a cidade de Tavares pela rodovia estadual PB-306, há 01 km da entrada cidade, próximo a placa de um motel, você encontra uma estrada vicinal. São 18 quilômetros de estrada de barro vermelho até chegar no povoado de Novo Pernambuco-Silvestre.

Você já andou na capoeira? Não? Não sabe o que está perdendo... Conhecer o potencial das belezas da caatinga é um bom roteiro de aventura. Assim, foi a trilha que fiz até chegar na pedra do Morcego em Novo Pernambuco-Silvestre, na divisa dos estados da PB/PE.

Ígneas ou magmáticas: São rochas formadas pelo esfriamento e solidificação de elementos endógenos, no caso, o magma pastoso. 

São exemplos de rochas magmáticas: granito, basalto, diorito e andesito. Sedimentares: esse tipo de rocha tem sua formação a partir do acúmulo de resíduos de outros tipos de rochas.

ESTUDANDO GEOLOGIA... As rochas podem ser formadas com ou sem a cristalização, ou abaixo da superfície como rochas intrusivas (plutônicas) ou próximo à superfície, sendo rochas extrusivas (vulcânicas). O magma pode ser obtido a partir do derretimento parcial de rochas pré-existentes no manto ou na crosta terrestre.

Quem disse que não podemos ter tudo na palma da mão, nem que seja por alguns instantes?

Dentro da caverna do Morcego, o sol começou a se pôr e a temperatura ficou numa grande oscilação, daí, o motivo de suarmos bastante... 

Como explicar que uma rocha desse tamanho está equilibrada numa bem inferior e não cai? O segredo seria estar escorada lateralmente por uma outra?

Rocha é um agregado sólido que ocorre naturalmente e é constituído por um ou mais minerais ou mineraloides. A camada externa sólida da Terra, conhecida por litosfera, é constituída por rochas. 

Ao sair de dentro da caverna do Morcego, pudemos presenciar o por do sol, onde os raios batem nas rochas e deixam um amarelado.

O estudo científico das rochas é chamado de petrologia, um ramo da geologia. Os termos populares pedra e calhau se referem a pedaços ou fragmentos soltos de rochas.

As rochas podem ser classificadas de acordo com sua composição química, sua forma estrutural, ou sua textura, sendo mais comum classificá-las de acordo com os processos de sua formação. 

As rochas tem suas origens ou maneiras como foram formadas, as rochas são classificadas como ígneas, sedimentares, e rochas metamórficas.

Em todas essas rochas encontradas na fronteira de Pernambuco-Paraíba, estão na zona rural de Carnaíba e Tavares. Os pequenos fragmentos de rochas vão se acumulando, se apertando e se depositando uns sob os outros, formando novas rochas que, por serem constituídas por sedimentos acumulados, recebem o nome de Rochas Sedimentares.

Nos casos onde o material orgânico deixa uma impressão na rocha, o resultado é conhecido como fóssil. Veja como a cor da rocha sai do cinza para o amarelo com o por do sol.

Na superfície da terra, as rochas sofrem a ação de diversos fatores, como o calor, frio, chuva, vento, neve e gelo. Durante milhares de anos, uma rocha vai se partindo em pedaços e vão ficando cada vez menores e sendo arrastados para outros lugares. 

Na próxima postagem estaremos compartilhando a nossa visita a cidade de Princesa Isabel/PB

PATROCINADORES DO PROJETO POETA VIAGENS E AVENTURAS







Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE