De volta a natureza



Oito ararinhas-azuis (Cyanopsitta spixii) voltaram, nesse sábado (11), à natureza em uma área de preservação ambiental no interior da Bahia. A espécie é considerada extinta na natureza desde o ano 2000, quando desapareceu o último animal selvagem, que era acompanhado por pesquisadores.

As aves, cinco fêmeas e três machos, fazem parte de um grupo de 52 que vieram de um criadouro da Alemanha para o Brasil, em 2020, com o objetivo de reintroduzir a espécie na natureza. Nos últimos dois anos, as ararinhas passaram por processo de adaptação em um viveiro instalado na cidade de Curaçá, na Bahia.

Postar um comentário

0 Comentários