Semana Santa com ovo ou sem ovo


A pouco menos de um mês para a páscoa, os hipermercados e lojas de chocolates já começam a colocar as prateleiras com os ovos da páscoa nos corredores dos estabelecimentos comerciais e os consumidores que desejarem comprar o produto vão sentir no bolso um preço mais salgado. 

O valor varia, em média, de R$ 20 a R$ 80, mas o ovo está mais caro que o ano passado. O reajuste chega a 15%.

A páscoa é celebrada neste ano no dia 17 de abril, mas, nesta semana, os supermercados já ornamentaram os espaços. Alguns em compartimentos pequenos do estabelecimento comercial, outros em corredores mais extensos. 

Gerentes de hipermercados ouvidos pela Gazeta afirmam que a busca ainda é tímida. Consumidores estão, a princípio, pesquisando e avaliando preços. Mas é somente na semana da páscoa, que eles estimam o crescimento das vendas.

PÓS-PANDEMIA

Delfino afirma ainda que houve um reajuste no valor dos ovos, entre 5% e 10%, a depender do tamanho. Mas ele diz também que houve uma redução até do espaço físico para a venda. “Antes da pandemia, nós tínhamos um corredor inteiro de ovos de páscoa e desde 2020 reduzimos este espaço físico e assim mantivemos também neste ano”, afirma o gerente da loja, que tem uma variação de preço entre R$ 35e R$ 80.

Postar um comentário

0 Comentários