Bottom Article Ad


O POETA RESPONDE A ANA PAULA PADRÃO QUE NÃO CONHECE CARNE DE BODE



Imagem: Google

Quem é Ana Paula Padrão

Para falar da carne de bode

Quando ela nem se sacode

Para ganhar um tostão

Mulher feia, magra 

E com um cabelo pintado de casca de ovo

Não sabe que o povo

Detesta ela também


Toda desengonçada e magrela

Não sabe que na tijela

Se serve cuscuz e carne de bode

Mas ela num se sacode

Por isso tem raiva do bode também.


Só por que é da Tv acha que sabe de tudo

Não sabe que no Nordeste

Tem cabra da peste

Mais forte que os do sudeste

E que não vale mais de um vintém


Como é que a Band

Bota uma mulher para apresentar 

Um programa de comida

Uma magrela beiçuda, sofrida

Que não sabe nem cozinhar


No dia que ela usar um chapéu de bode

Vai aprender como se sacode

E vai querer uma comida forte

Vai ter vir pra o Nordeste

Pra não morrer de fome

Se agarrar com um lobisomen

Achando que é bode também


Ana Paula vá se agarrar com um jumento

Pois eu não aguento 

Ver você falar mal do Nordeste

Eu, cabra da peste

Comedor de carne de bode

Sei como sacode 

Sal grosso nos seus zóios também


Carne de bode tem 6% de proteína

E 20% de gorduras

Se Ana Paula comesse iria ficar uma fofura

Mas num sabe o que é isso

Vai terminar virando bicho

Sem comer um pedaço

Do bode também


Ana Paula, carne de bode não é carne fome

E tu que parece um homem

Vai virar lobisomem

Achando que foi uma praga

E de cara inchada

Por não comer uma buchada

De bode também

por Claudio André O Poeta

Postar um comentário

0 Comentários