Bottom Article Ad


A DEPRESSÃO SERTANEJA VISTA DE CIMA DA SERRA GRANDE DE BOM CONSELHO

A caatinga, vegetação típica do Sertão, o Agreste apresenta uma vegetação de transição e suas características se misturam com a da Mata Atlântica, na parte mais oriental e com a da Caatinga, na parte mais ocidental.

O cume da serra Grande tem um cruzeiro, local de peregrinação anualmente pelos moradores da região. Distante 10 km do centro da cidade de Bom Conselho, o cruzeiro da serra Grande é ponto cultural religioso. Nesse ponto marca-se 860 metros de altitude.

No interior de Pernambuco predomina a Caatinga, tipo vegetal bastante resistente à seca. A região de transição vegetacional é o Agreste, que mescla características de floresta tropical e vegetação xerófila.


Já vai na terceira geração o cruzeiro da serra Grande. Os primeiros moradores construíram o cruzeiro para a realização de atividades religiosas sempre no mês de outubro em homenagem a Nossa Senhora Aparecida - padroeira do Brasil.

Na imagem acima temos a vista do Vale do Salgadinho
Presentes em diversos lugares do mundo, as cordilheiras são formadas por grandes sistemas reunidos de montanhas. Esses agrupamentos ocorrem devido à junção de 02 placas tectônicas que, geralmente, apresentam cadeias de montanhas secundárias ou ramos.

Depressão Sertaneja-São Francisco é uma unidade geo-ambiental localizada no Nordeste brasileiro e centro-oeste de Minas Gerais. Ocorre em grande parte dos estados do Ceará e Rio Grande do Norte e numa proporção menor em Pernambuco, Paraíba Alagoas, Sergipe, Bahia e centro-oeste de Minas Gerais.

Na região da serra Grande o clima é muito inconstante. Está sol agora, em fração de segundos, aparece nebulosidade e a tempera já cai drasticamente.

depressão sertaneja é do tipo relativa, porque se encontra entre as sub regiões: agreste e meio norte que são mais altas que ela e as três se encontra acima do nível do mar.

A camada serrana que você ver no horizonte é por onde passa as rodovias PE-218 e AL-115. Para ter essa vista privilegiada é necessário subir os 860 metros altitude acima do nível do mar aonde se localiza a serra Grande

O vale do Salgadinho divide ao meio toda a escarpa que vemos no horizonte. Estudos mais aprofundados pode-se ter informações importantes sobre a origem do vale que provavelmente no passado foi um rio navegável, mas inicialmente, sabe-se que somente uma atividade erosiva fluvial provocou esse corte entre as serras.

Patrocinadores

Postar um comentário

0 Comentários