Bottom Article Ad

Quando um povo insiste em votar errado é sinal que não quer ser livre

 


Mesmo estando distante 500 km de Bom Conselho, as informações chegam, as notícias correm e vimos pelas redes sociais certos e determinados comportamentos de pessoas que mesmo tendo alguma qualificação profissional, agem como se fosse simples "bezerros num curral", onde o dono domina seu rebanho como quer e para onde quer. 
Quando vemos pessoas perdendo tempo nas redes sociais parabenizando prefeito, secretário (a) incompetente por simplesmente colocar uma lâmpada no poste, mandar limpar a rua ou tomar a vacina contra o corona, é visível a olho nu que esse povo não amadureceu, esse povo não evoluiu, esse povo gosta de sofrer (até os babãos), esse povo jamais será independente. 

Quando vemos nas cidades (num contexto geral), políticos tomando para si a responsabilidade de "milagroso da covid" e se achando a tampa da chaleira de Corisco (nem de Lampião era) e fica se achando autoridade intocável (mesmo sabendo que para se eleger teve que desembolsar milhões de reais), não podemos esperar boas ações.

Especialmente em Bom Conselho, o padre Alfredo quando desabafou que aquele lugar iria crescer como rabo de cavalo - para baixo (dizem relatos históricos), é sinal que o povo bonconselhense vai continuar vivendo de migalhas, apadrinhamentos, conchavos,  arrumadinhos e ajeitados e quem pensa diferente de tudo isso será considerado inimigo do rei...

Ou o eleitorado da terra de Papacaça muda seu comportamento ou terá de viver por muito tempo na "estaca zero", sem nenhum tipo de desenvolvimento, em todos os aspectos. Impressionante é o silêncio daqueles que exclamam que amam a cidade.
Pense nisso!


Postar um comentário

0 Comentários