Bottom Article Ad

EM BOM CONSELHO CAI POR TERRA A IDEIA DE QUE GATO COME RATO

 

A pergunta que não quer calar. Gato come rato? Em Bom Conselho, não. Ao contrário, se dão super bem. Dias atrás, o vereador oposicionista da terra de Papacaça, Gilmar Rodrigues, denunciou a existência de um "gato" de energia na prefeitura do município. O resultado? A Celpe após descobrir cortou a energia, mas foi obrigada pela Justiça a religar a energia da prefeitura.

Dessa vez, foi a vez de encontrar ratos, ratazanas, perambulando por baixo das camas nas enfermarias do hospital monsenhor Alfredo Dâmaso, conforme vídeos divulgados nas redes sociais do vereador Gilmar Rodrigues. Isso é normal? De quem é a culpa?

Leia-se: 
A ratazana ou rato-castanho, ou simplesmente rato, é uma espécie de roedor originária do leste da Ásia, mas atualmente naturalizada em quase todas as regiões povoadas do planeta, sendo a mais comum e conhecida de todas as espécie de ratos. 
Em síntese, será que esses ratos/ratazanas, vieram diretamente da Ásia para Bom Conselho? Quem trouxe? Por que deixaram no hospital? É isso mesmo?

Está feia a situação de Bom Conselho a cada dia. Não bastasse um decreto de 90 dias, contratados trabalhando sem receber, não bastasse a falência administrativa por 90 dias, não bastasse a cidade com as praças as escuras, não bastasse 200 casas abandonadas no bairro de São Rafael, não bastasse as estradas vicinais mal conservadas, não bastasse o parque de lazer abandonado, não bastasse a buraqueira na cidade, não bastasse obras paradas, não bastasse as promessas de campanha obsoletas e as mentiras que a gente escuta no rádio, agora, vem a união de gatos e ratos...

Bom, mas 11 mil eleitores quiseram num foi? Então vão ter de cuidar de muitos ratos e gatos perambulando por aí, infelizmente.
Num universo de 13 vereadores, apenas 03 são do lado do povo, é sinal que não avançamos politicamente falando...

Postar um comentário

0 Comentários