Bottom Article Ad

ATO DE VACINAR VIROU TEATRO POLÍTICO EM TODOS OS MUNICÍPIOS DO BRASIL



O simples ato de vacinar virou puro teatro político em todos os redutos do Brasil. A classe política se comporta a cada dia de maneira sórdida e sem vergonha na cara. O pior é ver o dinheiro público sendo usado para pagar os aplausos da plateia e os shows pirotécnicos. As prefeituras e estados foram os mais beneficiados, com seus cofres abarrotados de recursos públicos e ação de combate ao crescimento da pandemia, zero. 

Quanta nojeira!

Nas cidades de interior, a exemplo de Bom Conselho, vemos o circo armado em torno de uma vacina que pode ou não salvar vidas nesse período de pandemia. O ato de vacinar uma pessoa, um grupo, uma nação, aqui no Brasil virou pura demagogia política. 

Em pleno século XXI, ainda estamos vivenciando a procissão dos miseráveis como relatou o escritor palmeirindiense, Luiz Byron Torres.

Andando pelos torrões nordestinos vamos encontrando uma triste realidade que viveu o povo de Canudos, Quixeramobim e tantos outros lugarejos do século XIX. A opressão é visível e notória. Os políticos se aproveitando da desgraça popular em nome da solidariedade disfarçada. O pão e circo é realidade em tempos de pandemia e fora dela. 
Parece que o povo não tem desejo de se libertar e ter a coragem que teve o povo de Arraial de Canudos, onde enfrentou a suor e lágrimas todo um sistema opressor promovido pela ganância dos políticos da época. Calar-se não é o melhor caminho. Pense nisso!

É muito comum encontrarmos nos bastidores da politica pessoas "muito bondosas", mas com o coração cheio de arrogância, soberba, demagogia e transvestido de cordeiro e as ideias de lobo. Tenha cuidado, o inferno está cheio de boas e tentadoras intenções. 

Nesse tour que estamos fazendo para afunilar nossos conhecimentos históricos, encontramos lugarejos maltratados, atrasados, sem perspectivas de vida, do jeito que vemos Bom Conselho, sem geração de emprego e renda e sendo "administrados" por inexperientes e oportunista do sistema corrupto que assola todas as regiões do País.

Para finalizar, lembre-se, a leitura liberta.

Postar um comentário

0 Comentários