O ELEITOR TAMBÉM É CORRUPTO, VENAL, OMISSO E PROSTITUTO (por Geovan Benjoino) - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 28 de abril de 2020

O ELEITOR TAMBÉM É CORRUPTO, VENAL, OMISSO E PROSTITUTO (por Geovan Benjoino)

Sim, é verdade; o eleitor também é corrupto. O eleitor se vende, se prostitui, se omite, denigre e alimenta o sistema de corrupção e depois responsabiliza o político por todas as mazelas que acontecem no País.
O eleitor elege ladrão, assassino, mercenário, prostituto, demagogo e abutre de todas as espécies. Ele defende o indefensável, briga por aquilo que não é seu, se nivela por baixo ao aceitar ser usado como massa de manobra e trampolim eleitoreiro e ainda cultua o político como se o político fosse um semideus.
O eleitor critica os erros do político, mas Ele, o eleitor, continua praticando os mesmos erros da corrupção, da política e, sobretudo, da moral. Depois Ele sai blasfemando ao vento afirmando que o político não presta, é um capeta, um cão devorador...
O eleitor é mesmo contraditório e incoerente. Ele qualifica o político com adjetivos pejorativos. No entanto, vota em candidato porque ele é familiar ou parente de político, porque tem “sangue azul”, porque é novo e bonito, porque tem dinheiro, porque está na crista da onda; enfim, porque ele, o eleitor, é mesmo um idiota.
Se o político é responsável pelas mazelas que sufocam o país, o eleitor é responsável pela delegação de poderes concedidos aos bandidos investidos de cargos públicos eletivos. Se o político é responsável pelo saqueamento dos cofres públicos, o eleitor é responsável pela eleição de ladrões.
Na verdade, o eleitor é um político sem mandato que fomenta a corrupção na política. É por isso que existe o político ave de rapina, abutre e peçonhento.
por Geovan Benjoino
Jornalista profissional e Bacharel em Direito

Nenhum comentário: