TEMPORAL ACOMPANHADO COM RAJADAS DE VENTO CAUSA PREJUÍZOS EM BOM CONSELHO - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

TEMPORAL ACOMPANHADO COM RAJADAS DE VENTO CAUSA PREJUÍZOS EM BOM CONSELHO

Esse é o muro da escola municipal Dantas Barreto que não aguentou a força da ventania...
Cerca de 40 minutos de chuva forte e rajada de vento acompanhado de raios e trovões foram suficientes para derrubar muros, jogar caixas d'água de cima das residências bem longe e invadir lojas e casas, assim foi marcado o último fim de tarde de 2019 em Bom Conselho.

O telhado da funerária Monsenhor Dâmaso veio todo abaixo com a força da ventania. Provavelmente ventos acima dos 40 km/h. Foram várias tampas de caixas d'água que voaram com a força do vento. Vários telhados foram danificados. Uma ponte da rua doutor Manoel Borba, temporariamente ficou interditado devido o acúmulo d'água.

Telhados de várias residências ficaram assim.. A força do vento arrancou telhas, coberturas, caixas d'água, derrubou muros e entupiu bueiros com terra e lixo.

Segundo um meteorologista, a chuva era para ser mais, mas devido ao bloqueio de massa seca, dissipou metade da trovoada, por isso ela passou rápida já que se formou dentro do próprio núcleo do agreste meridional de Pernambuco.

Foram várias faixadas de estabelecimentos comerciais que foram arrancadas violentamente no centro da cidade de Bom Conselho.
Veja a distância que voou essa tampa de uma caixa d'água... Por essa imagem já pode imaginar a força do vento, que se aproximou dos 50 km/h.

Luminárias da ponte do Beira Rio foram arrancadas e quebradas com a força do vento. Há pelo menos cinco anos Bom Conselho não tinha um temporal assim, que demorou cerca de 40 minutos.

Como ficou a rua da Lama que da acesso a PE-218

Arena Parque Palmeira do sargento Wellignton no bairro de São Rafael

A estrutura do campo Society não suportou a ventania... 

Lateral do depósito da empresa Constrular de Clécio ficou inundada.

Esse galpão pertence a Irany e Miguel no bairro de São Rafael não suportou a rajada de vento e desmoronou.

A cobertura desse galpão não suportou a força da ventania de 40 km/h em 40 minutos de chuva

NOTA DA DEFESA CIVIL DE PERNAMBUCO
Chuvas: Defesa Civil emite recomendações de segurança
Alerta Amarelo prevê alagamentos pontuais e descargas elétricas

31 de dezembro de 2019

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Garanhuns (Compdec) divulgou na tarde desta terça-feira (31), recomendações para a segurança da população em caso de intensificação das chuvas, já registradas desde o início desta tarde. A previsão do tempo e as imagens de satélite mostram que a região Nordeste, incluindo partes do Agreste pernambucano, está sob a atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis — fenômeno meteorológico que causa chuvas fortes durante o verão, acompanhadas de rajadas de vento e descargas elétricas. 

O Alerta Amarelo mostra que há variação de intensidade da chuva de fraca à forte. De acordo com a Defesa Civil, há registro de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, e ventos intensos, de 40 av60 km/h. Há ainda risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos pontuais e de descargas elétricas.

Entre as recomendações do órgão estão, em caso de rajadas de vento, não se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Deve-se ainda evitar usar aparelhos eletrônicos ligados em energia e em caso de aparecimento de rachaduras em paredes, piso e barreiras, sair do imóvel e ir para local seguro.

Em casos mais urgentes, a população é orientada a acionar o Corpo de Bombeiros, pelo contato de emergência 193. A Defesa Civil de Garanhuns segue no monitoramento das chuvas. 

Assessoria de Comunicação Social e Imprensa — ACSI
Texto: Cloves Teodorico (Secom/PMG)

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE