POÇO DA NEGA E NASCENTE SANTA TEREZINHA O QUE EXISTE EM COMUM - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

quinta-feira, 21 de março de 2019

POÇO DA NEGA E NASCENTE SANTA TEREZINHA O QUE EXISTE EM COMUM

A correnteza que desce e enche o Poço da Nega faz parte do percusso do rio Bálsamo que nasce no sítio Pacas, na zona rural de Bom Conselho. Passados alguns quilômetros, a correnteza torna-se mais forte após a barragem do Bálsamo, no povoado de Queimadas e quando chega no povoado de Caldeirão de Cima, já na zona rural de Palmeira dos Índios/AL, o som da água é algo indescritível.

As rochas graníticas são rochas magmáticas, plutônicas, constituídas essencialmente por quartzo e feldspato (feldspato alcalino e/ou plagioclase). Para além destes minerais essenciais, podem ocorrer moscovite, biotite e/ou anfíbola, como minerais característicos, assim como outros minerais em quantidade acessória (apatite, zircão, esfena, magnetite, etc.).

Após andar por 18 km, mais de 5 horas de caminhada, se esbaldar numa correnteza de água limpa, fria e ouvir o som da natureza, não é todo mundo que tem esse privilégio. Eu vivi isso. Aproveitei. Curti. Isso é possível para você que está lendo esse texto e vendo essa foto.

Uma correnteza entre rochas e entre serras. Água limpinha, temperatura de 16 graus e um ambiente de paz e sossego. Quer saber se isso é verdade? Saia da sua rotina do seu mundo urbano e vá conhecer o Poço da Nega que fica entre serras na divisa de PE-AL. 

Curtir a natureza não é caro. Viver momentos simples, em contato com a natureza não precisa de milhões.

As rochas graníticas originam-se por cristalização em profundidade de um magma rico em sílica. Dado o seu enriquecimento em sílica, designa-se por magma ácido. Num tem aquele velho ditado que "água mole em pedra dura, tanto bate que fura"?, pois bem, a água tem o poder de talhar rochas. 

A cavidade que se formou nas rochas por onde passa o rio Bálsamo, foi uma ação da água e do vento e levou milhões de anos. O nome de Poço da Nega é por que existiu uma descendente de escravo chamada de Nega por seus senhores. Provavelmente isso ocorreu por volta do século XVI, quando. ocupava a região. Ela, a Nega, lavava a roupa de seus donos nesse poço.

Mesmo estando numa região agrestina, a mistura de vegetação é muito variada. Há plantas da mata e da caatinga. Em todo o percusso do rio Bálsamo há uma série de tipos de arborização.

Os ciclos geológicos tem seu fim com o processo de gliptogénese, dessa maneira, a formação de um canyon que se configura e se estuda em escala localizada - escala de menor abrangência e maior resolução - garante o processo de denudação e caracteriza um sistema geomorfológico avançado, tendo assim, já sofrido alterações pela litogênese e orogênese. 

A correnteza de um curso de água é o trecho em que a sua corrente vai mais rápida, geralmente formando ondulações e pequenas ondas, e ocorre usualmente em um terreno raso e acidentado.

As correntezas, muitas vezes, consistem em um leito rochoso de cascalho e de seixos ou de outras pequenas pedras. Esta parte do curso de água é um importante habitat para a pequena biota aquática, como pitus ou pequenos peixes.

Foi com essa turma que conheci um pouco do potencial turístico da região serrana no município de Palmeira dos Índios/AL. Boas histórias, grandes risadas, solidariedade com aqueles que sentiram cansaço durante o trilha, enfim, uma grande experiência coletiva.

Superar os próprios limites. A trilha ecológica que participei com outras 19 pessoas em Palmeira, fortaleceu ainda mais o desejo de continuar nessa trajetória em defesa do meio ambiente. Estamos com novos projetos nesse seguimento até por que a vida é feita de mudanças. Aqui temos o hábito de criar e não copiar a ideia dos outros.

Outras trilhas estaremos realizando e participando com uma turma como essa. Idade, cor, raça, ideologia de gênero, etc., nada disso tem espaço nesse grupo de trilheiros. Todos tem uma única paixão, o MEIO AMBIENTE.

 Você está vendo essa água acumulada? É a água da nascente Santa Terezinha que está represada e que serve de canalização para uma das bicas conhecidas da região. A água é limpa e serve para banhos e consumo humano.

A nascente Santa Terezinha fica dentro de uma fazenda que recebe o mesmo nome. Ela foi batizada pela equipe de trilheiros TTI da cidade de Palmeira dos Índios, agreste de Alagoas.

A água da nascente sai do solo que fica debaixo de uma rocha granítica. Por essa foto você percebe que a cor da água. Ela sai e escorre por dentro da mata que é uma reserva ecológica localizada no bairro de Palmeira de Fora.

Debaixo desse tronco de Tamboril está a nascente Santa Terezinha. Nessa reserva ecológica há uma diversidade de árvores e plantas, além de tantas outras nascentes. Podemos considerar que é um santuário ecológico há poucos metros da vida urbana.

De qualquer forma o bioma caatinga está presente na vida silvestre. Um refúgio de vida silvestre, também referido pelo acrônimo REVIS, é um tipo de área protegida brasileira previsto na legislação que estabelece o Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

Este tipo de área protegida pode ser constituído por terrenos e propriedades particulares, desde que seja possível compatibilizar os objetivos de conservação com a utilização da terra e dos recursos naturais locais pelos seus proprietários. 

Essa rocha com uma cavidade que pode abrigar até duas pessoas fica há pouco metros da bica do Alcides.
Trata-se de uma peculiaridade desta categoria de área protegida brasileira, compartilhada apenas com a categoria dos Monumentos Naturais. Não sendo possível a compatibilização, os terrenos e propriedades devem ser desapropriados.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE