Como evitar uma crise de ansiedade


 

Como amenizar o sofrimento decorrente da crise, de acordo com a psiquiatra:


Não tente se diagnosticar pelo "Doutor Google" - A médica comenta sobre a problemática de pesquisar sintomas na internet com a finalidade de obter um "diagnóstico" - o que é extremamente comum, porém perigoso. Segundo a especialista, atitudes como essas transformam em sugestões tudo o que há disponível online, fato que pode causar ainda mais ansiedade sobre o indivíduo.

"Sempre pedimos que, se o paciente desejar procurar alguma informação na internet, busque a fonte do que está lendo, e valorize as informações que são divulgadas em artigos científicos". Além disso, a psiquiatra completa que, para uma identificação da condição de fato pertinente, é necessária a análise de um profissional qualificado.

Apoie-se em pensamentos positivos - Durante a crise, é interessante praticar técnicas de reforço positivo como: "isso é somente uma crise, não estou enfartando, basta respirar fundo, logo irá passar". A profissional deixa claro que pensamentos positivos em momentos estressantes são difíceis, mas não são impossíveis.

"É preciso trabalhá-los para colocá-los em prática. Se houver alguma medicação de suporte, é importante que o indivíduo em crise se utilize dela naquele momento", declara.

A prevenção é fundamental - Sobre as atividades que auxiliam na prevenção de uma crise ansiosa está a mudança de estilo de vida com o viés mais saudável, com a inserção de exercícios físicos, boa alimentação e um bom padrão de sono. "Além disso, a diminuição da ingestão de álcool, cafeína e outros estimulantes também traz benefícios para aqueles que lutam contra essa situação", comenta.

Ademais, a terapia também é essencial. "Além de tratar sintomas de estresse que deflagram a crise de ansiedade, também tem papel crucial na psicoeducação, já que ensina o paciente a reconhecer gatilhos de crise e a como se comportar diante da circunstância", finaliza Flavia Schueler.

Da redação do PortalPE10, com informações do TNH1.

Postar um comentário

0 Comentários