Vila de Limoeiro - Um lugar histórico e cultura onde Dom Pedro II esteve visitando há 163 anos

Igreja de Jesus, Maria e José da Vila de Limoeiro...

A histórica Vila Limoeiro, no município de Pão de Açúcar, tem como padroeiros Jesus, Maria e José. Interessante, que as igrejas dos povoados de Santiago, Limoeiro e Ilha do Ferro, tem o mesmo modelo de estrutura física.

O pôr do sol visto as margens do Velho Chico é algo exuberante que deixa qualquer pessoa vislumbrado pela beleza natural.

As dunas da vila de Limoeiro está ficando escassa devido a ação do homem. A exploração sem nenhum acompanhamento por parte das autoridades, está deixando o rio São Francisco bastante assoreado.

O que resta ainda das dunas, misturada a uma vegetação rasteira de caatinga onde sua maior parte é coberta por cactos, tem um cenário muito bonito que respira agonizante devido a ação predatória do ser humano.

As dunas da vila de Limoeiro, antiga Alegrim, fica nos arredores de uma capela construída há 240 anos.

A partir que vão tirando a areia das dunas, vão ao mesmo tempo provocando erosões, que afeta a vegetação tipicamente de caatinga. É nítida como a fauna e a flora do lugar vem sendo afetados. Essas dunas estão a beira do Velho Chico.

O rio São Francisco é um mundo... Nesta região, divisa dos municípios de Pão de Açúcar com Belo Monte tem sua beleza natural que enche os olhos de quem vai visitar.

Tradicionalmente, no  tempo das festas em homenagem aos padroeiros, acontecem noites dedicadas às crianças, moças, rapazes, casados e, ainda, as noites da Promessa e de Bom Jesus dos Navegantes. Segundo informações, a igreja de Jesus, Maria e José e de Bom Jesus dos Navegantes é comandada  pelo monsenhor Petrúcio Bezerra de Oliveira.

A origem de Limoeiro, povoação situada à margem esquerda do Rio São Francisco, no município de Pão de AçúcarAlagoas, pode estar associada a sua capela, marca da formação católica dos seus fundadores, no último quartel do Século XVIII.

O início do povoamento de Pão de Açúcar começou por volta de 1611, através da mistura de brancos e índios da Serra do Aracaré, estado de Sergipe. No início do século XVII, os Urumaris, índios que habitavam a região, conseguiram do Rei D. João IV terras às margens do rio São Francisco. Mas a vila de Limoeiro, surgiu 100 anos depois.

A grande atração dessa região ribeirinha do São Francisco são as piscinas naturais, às margens do rio, chamadas de 'prainha', onde são saboreados, ao pés de uma réplica do Cristo Redentor, os pratos típicos da região: peixe surubim, camarão-pitu e a tradicional carne de sol. O artesanato, confeccionado em palha, couro, barro, tecido e madeira é atração na vila Ilha do Ferro. 
No nosso canal no Youtube, estaremos detalhando a história de construção dessa capela que está localizada no alto do Murin, distante 100 metros do centro da Vila de Limoeiro, zona rural do município de Pão de Açúcar, sertão de Alagoas.

Feita sob invocação de Jesus, Maria e José, seus festejados padroeiros, a casa de orações teve iniciada a sua construção em 1782, vindo a ser concluída em 1787, cinco anos antes do enforcamento (no Rio de Janeiro) de Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes, o “Mártir da Independência”. 
Conforme Vieira de Carvalho, teria sido construída por João Carlos de Mello, que lhe constituiu um patrimônio de seis vacas e uma légua de terras, há exatos 235 anos...
Vem ai uma reportagem exclusiva...

Postar um comentário

0 Comentários