Governo de Pernambuco anunciou, anuncia o cancelamento do ponto facultativo durante o carnaval

Por causa do avanço da Covid, o governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda (7), o cancelamento do ponto facultativo nas repartições públicas estaduais durante o carnaval. No entanto, informou que os eventos realizados no estado poderão reunir até 500 pessoas (veja vídeo acima). 

Segundo o estado, os servidores públicos vão trabalhar nos dias que seriam de folga por causa da folia, entre segunda (28) e terça (1º). Por meio de nota o estado disse também que, a partir de quarta (9), entra em vigor o novo protocolo de convivência com a Covid. 

Ficarão liberados eventos com até 500 pessoas, em espaços abertos, e 300, em ambientes fechados. O documento, ainda em vigor, autoriza reuniões com até 3 mil pessoas.

Medidas mais severas para conter a Covid tinham sido reivindicadas pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste, que é presidido pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara. 

Entidades médicas também solicitaram que o estado proibisse festas no período de carnaval. No estado, houve intervenções em eventos públicos e privados por causa de aglomerações. Como uma festa, no Recife, e prévia carnavalesca, em Olinda, no domingo (30).

Medidas

As novas normas foram anunciadas depois de um encontro do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19. O estado justificou que a medida, que vale até 1º de março, foi tomada por causa da aceleração do número de casos de coronavírus e da demanda por leitos. Por meio de nota, o governado Paulo Câmara (PSB) afirmou que “não há condições sanitárias para que seja realizada qualquer tipo de festividade no período de carnaval em Pernambuco”.

O governador disse, ainda, que não foi descartada a possibilidade de novas medidas serem anunciadas, “se o número de casos continuar em crescimento acelerado”.  

Ainda segundo o comunicado, nos eventos com mais de 300 pessoas será exigida a apresentação de teste negativo de Covid, além do "passaporte vacinal". Para eventos corporativos, como reuniões de trabalho, palestras e formaturas, que são considerados não-festivos, o limite será de até 1.500 participantes.

Dados

Segundo o governo, A variante ômicron “continua em franca aceleração em Pernambuco, impactando no aumento de positividade e, consequentemente, hospitalizações e óbitos, principalmente em não vacinados”. Nesta segunda, informou o estado, 919 pacientes estavam internados com quadros respiratórios graves nos leitos de UTI na rede pública. 

É o mesmo patamar de julho do ano passado, conforme o governo. Além disso, a média móvel de confirmações diárias de novos óbitos no Estado chegou a 13,2 nesta segunda. Isso significa um aumento de 128% na comparação com a de 14 dias atrás.

Por nota, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que “o cenário de aceleração exponencial da variante ômicron impõe a adoção de novas medidas restritivas dentro do Plano de Convivência”. Ele cobrou o engajamento da sociedade “com o respeito aos protocolos, o reforço nos cuidados e, principalmente, com a vacinação”.

do G1

Postar um comentário

0 Comentários