Poemas de Edson Malik de Rainha Isabel

 




Poema 01: GUARDA ROUPA

 

A mente é como um guarda roupa

Guarda tudo bem organizado.

Mas no guarda roupa tem roupas antigas,

Apertadas, frouxas e curtas.

 

Tem uma sandália com um prego

Coitada, ainda sente a dor.

Separar da mãe como o cortar do cordão

Furar a pele como Cristo.

 

Tem a calcinha enamorada por um tal absorvente,

Tem o boné coitado de cabeça quente,

Anel doidinho pra ser aliança e casar,

E a cueca acostumada a se esticar.

 

Mas o guarda roupa guarda tanta coisa

Pedaço de espelho, batata, lubrificante.

Guarda até a roupa do guarda.

Oxe, o guarda, guarda roupa no guarda roupa?

Acho que guarda, ele guarda tanta coisa...

 

Mãe no guarda roupa cabe aguardente?

Mas que pergunta é essa menino,

O guarda roupa guarda tudo:

Guarda roupa de gente grande

Guarda roupa do guarda.

O guarda roupa é o guardião.

 

 

 

 

Poema 02: ISAAC

 

Ele ri

 

No pulsar das cordas de um violão

A vibração celestial do som,

Som carregado de vida

Doce como a ressurreição.

 

Evolução interna

O eu do passado melhorou,

Para hoje existir o eu do futuro.

Passado era uma bicicleta sem freio,

Agora eu tenho capacetes, fôlego

Cicatrizes do evoluir.

 

E se o Afeganistão estiver em paz?

Como saberei que sei, tudo que sei?

Sou jovem, tenho tempo!

Mas o tempo é traiçoeiro.

 

Nas árvores, vejo ele.

Nos grãos de areia da praia, caminho nele.

No pedalar vou na direção dele.

Sozinho falo com ele.

 

Sou uma parte dele,

Ele uma parte minha,

Me completo nele.

Em códigos me entendo com ele.

 

Não ligo pra cor

Valores, bens.

Quero que me queira bem!

Ele sorri.

Ele ri.

Ele traz alegria.

 

 

Edson Malik (escritor)

Instagram: @edson_malik

 

 

Postar um comentário

0 Comentários