Bottom Article Ad

Obrigados a deixarem residências invadidas, imóveis são vistos em chamas no Residencial Cruzeiro em Santa Cruz do Capibaribe

 Obrigados a deixarem residências invadidas, vândalos ateiam fogo em imóveis do Residencial Cruzeiro

Obrigados a deixarem residências invadidas, vândalos ateiam fogo em imóveis do Residencial Cruzeiro


Foram registrados no último final de semana, em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, uma série de atos de vandalismos no Residencial Cruzeiro. Na ocasião, vídeos que chegaram até a nossa redação mostram pessoas incendiando as casas e cometendo outras ações que tinham apenas como objetivo danificar as moradias.

Além de danificarem a maioria das casas do local, o grupo também furtou outros objetos como pias, vasos sanitários, caixas de descargas e outros itens, itens esses que em alguns dos casos estão sendo comercializados em grupos do Facebook, de maneira ilegal.

Recentemente, a Polícia Federal (PF) e oficiais de justiça deram um prazo para que as famílias deixassem o local. Caso contrário, seria utilizada da força para remoção do grupo que não consta na lista de beneficiados com o cronograma de entrega das residências.

Entenda o caso:

Desde o mês de agosto, um grupo de aproximadamente 200 famílias ocupam as casas, ainda em obras, do Residencial Cruzeiro, no Município de Santa Cruz do Capibaribe. Uma vez que o conjunto habitacional pertence ao Programa Minha Casa Minha Vida, o Juízo da 24ª Vara Federal proferiu decisão liminar para reintegração de posse em favor da Caixa Econômica Federal no início de setembro.

A Caixa alega que as obras deveriam ser concluídas e entregues pela prefeitura de Santa Cruz até dezembro deste ano, mas que o cronograma sofrerá atrasos devido às invasões.

Fonte: Blog do Bruno Diniz

Postar um comentário

0 Comentários