A HORA E A VEZ DO JUMENTO - UMA PEÇA TEATRAL DE ORLANDO TEJO E ESMERALDO BRAGA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

sábado, 12 de setembro de 2020

A HORA E A VEZ DO JUMENTO - UMA PEÇA TEATRAL DE ORLANDO TEJO E ESMERALDO BRAGA

Diante da correria do dia a dia, sempre reservo tempo para a LEITURA. A cada livro que leio, novas aprendizagens vamos celebrando e hoje reservei o livro do teatrólogo Orlando Tejo que juntamente com Esmeraldo Braga escreveram a peça teatral intitulada de "A hora e a vez do Jumento".

O livro A HORA E A VEZ DO JUMENTO é um repente dramático, com o fôlego e a força histriônica dos melhores "folhetins" de feira livre. O livro é um deboche político, onde mostra uma realidade politica da década de 70, que por coincidência ou não, em pleno século XXI, tudo se repete. É como se o autor do livro tivesse enxergado o momento atual quando escreveu o apanágio do jegue.

O bom da leitura é quando o livro prende tua atenção, é como se você sentir-se um personagem. E por falar em personagem, o auto do livro "A hora e a Vez do Jumento", Orlando Tejo, narrou o diálogo de dois matutos do sertão e as enroladas de um político sertanejo que mandou um "babão" (veja que a "profissão" de babão é antiga), comprar votos em nome das boas ações...


Bom, vou deixar todos curiosos sobre as demais narrativas do referido livro, pois li apenas o primeiro ato da peça teatral, mas uma coisa posso adiantar, os personagens, Refugo, Lenço Branco, Zé Capador e Mané Coxo estão vivinhos aqui em Bom Conselho...

Nenhum comentário: