PEDRA MONTADA - UM BLOCO ROCHOSO GRANÍTICO CRAVADO NO INTERIOR DE ÁGUAS BELAS/PE - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

PEDRA MONTADA - UM BLOCO ROCHOSO GRANÍTICO CRAVADO NO INTERIOR DE ÁGUAS BELAS/PE

Toda curiosidade é fortalecida por desejos ocultos. Já pensou nisso? Pois bem, foi assim que reagi ao ver em algum lugar uma imagem da Pedra Montada, localizada na zona rural do município de Águas Belas.

Fiz questão de ir conhecer de perto, toca-la, estudar toda sua geografia de formação e localização. Andei praticamente 60 km (somente ida), de Bom Conselho ao povoado de Curral Novo, zona rural do município de Águas Belas. 


De Curral Novo, andamos uma légua (como falam os moradores locais), até chegar ao assentamento Santa Ângela, onde está localizada esse bloco rochoso de granito, intitulado de Pedra Montada. É bom lembrar que uma légua equivale a 4,828 metros ou 04 km e 828 metros de distância

Diante da magnitude divina nos sentimos pequenos e boquiabertos... Geologicamente falando, há algumas explicações, porém sobram muitos outros questionamentos, como por exemplo, como essa rocha foi parar em cima da outra, por que nunca caiu diante da inclinação e peso, vulnerável a altas e baixas temperaturas e a ventania que sobra seus arredores.

Durante nosso trajeto, pude presenciar como é a formação do solo de toda a região da comunidade de Curral Novo. Há uma mistura de solo arenoso com argiloso, vegetação arbustiva de caatinga e um clima meramente de semiárido. Terra seca, as plantas mais comuns são catingueira rasteira, jurema e alguns tipos de cactos, comuns da caatinga.
 
Essa camada verde que você ver na foto acima, são pés de juremas que estão no leito de um dos riachos que cortam a região do sítio Poço, distante cerca de 04 km do povoado de Curral Novo. Vejam que existe muito pedregulho, um terreno meramente arenoso. Quase não existe criação de gado por esse lado...

Percebam a imponência das rochas graníticas. O contraste está entre o cinzento das rochas e solo e algumas plantas nativas da caatinga brotando o verde, pois, dias atrás passou uma trovoada na região. Pergunta-se, o que essa novilha vai comer? Pedra? Terra? Para estar razoavelmente nutrida, no mínimo o dono consegue comprar silo ou outro tipo de ração...

Por alguns instantes voltei a ser criança... Impossível, força humana segurar uma rocha desse tamanho e com tanto peso... Vou aqui da um chute... Pesaria 50 toneladas esse bloco de arenito? Bom, de qualquer maneira estar perto de uma obra divina dessa, não é para qualquer um.

Rochas são materiais que fazem parte essencial da crosta sólida da Terra - e são constituídas por agregados de um ou mais minerais. Nesse conceito de rocha incluímos areias, cascalhos, cinzas vulcânicas, granitos, arenitos, etc. Em síntese, a Pedra Montada passou por esse processo há milhares de anos...

Por um ângulo diferenciado, pude através de minha altura fazer uma medição no estilo "olhômetro", que da base onde sustenta a rocha superior, fica suspensa no máximo há 06 metros do solo. As rochas graníticas originam-se por cristalização em profundidade de um magma rico em sílica. A Pedra Montada é um bloco rochoso de granito.É uma rocha extrusiva (gerada fora da crosta sólida da Terra).

A localização da Pedra Montada fica distante do centro de Águas Belas uns 35 km e numa altitude de 395 metros.  Geograficamente falando, os povoados de Campo Grande, Curral Novo, Garcia e Tanquinhos, onde tem outros atrativos, ficam no leste na região limítrofe com Iati.

Por certos ângulos, a Pedra Montada mais parece um trofeu, que na verdade não deia de ser um prêmio para quem vai conhecer de perto esse atrativo. Lamento, que não exista sinalização nenhuma para identificar esse atrativo turístico. Para chegar até lá é na base do boca a boca, pergunta ali, acolá... 
O poder público local já deveria ter feito Placas de Indicação e Placas de Atrativos Turísticos.

Sol forte, nuvens carregadas encobriam o céu para as bandas do Curral Novo e interessante que enquanto fazia o registro fotográfico no sítio Poço da Divisão, ouvi o "roncado" do trovão, sinal de chuva na região... Desse local para chegar a BR-423, percorre-se uns 20 km de estrada de cascalho em bom estado de tráfego.

Foi cair um pouco de chuva que a catingueira rasteira já ressurgiu com nova folhagem, mesmo tendo ao seu redor um solo arenoso e com o registro de temperaturas acima dos 30 graus.

É comum encontrar na beira de estradas igrejinhas como essa... Por estar localizada numa região despovoada, não conseguimos informações sobre a existência dessa capela. Provavelmente, construída para o uso de moradores da região e por pagamento de promessas. Isso é devoção religiosa nos interiores do Nordeste.


Acredito que há pouco tempo a capela São Manoel da Paciência ou Manoel da Pérsia, no distrito Curral Novo, distante 26 km do centro de Águas Belas, passou por uma nova pintura. Com o sol batendo nas paredes deixa ainda mais viva as cores da capela que é muito frequentada pela comunidade.

Nas minhas leituras, descobri algo mais sobre esse santo que até então não estar na relação de santos da Igreja Católica, que viveu no ano 362 a.C.
SAIBA MAIS!


A principal fonte para o relato da vida deste santo, são as Acta Sanctorum, compiladas pelo jesuíta, Jean Bolland (1596- 1665) e todos os autores que vieram a seguir limitaram-se a repetir o seu conteúdo.

Resumindo este relato tradicional, Manuel e os seus irmãos, Sabel e Ismael eram cristãos persas e teriam sido enviados no ano de 362 pelo seu rei, Baltano, à corte do Imperador Juliano (331-363) para negociar uma paz entre a Pérsia e Roma. 

Numa época em que o Império romano já era maioritariamente cristão e desde Constantino, os seus soberanos eram praticantes da fé de Cristo, este Imperador Juliano decide fazer marcha atrás e voltar ao antigo paganismo. 

Por essa razão, tornou-se conhecido na história por Juliano, o Apóstata, termo que designa aquele que renuncia ou muda de religião. Juliano obrigou os embaixadores da Pérsia a participar em sacrifícios pagãos. 

Como estes se recusaram, foram objecto de martírios terríveis. Manuel foi condenado a ter um cravo de ferro espetado em cada lado do peito e um cravo atravessando-lhe a cabeça de ouvido a ouvido, castigos por não ouvir a voz do imperador e ter o peito endurecido às prédicas imperiais

Enfim, os pobres embaixadores acabaram por morrer no dia 17 de Junho de 362. Contudo, a história vingou-os muito rapidamente e Juliano foi morto numa batalha contra os Persas no ano seguinte, não sem antes ter gritado, venceste Galileu!


No meu portal de turismo, contaremos outras histórias, mostraremos outras fotos desse tour pelos povoados de Curral Novo e Garcia. Foi uma visitação rápida, porém com muita aprendizagem.

ACESSEM

 PATROCINADORES





AGUARDEM AS PRÓXIMAS REPORTAGENS

Nenhum comentário: