RAINHA ISABEL/PE: ÁRVORES EM EXTINÇÃO AINDA SÃO ENCONTRADAS NA REGIÃO SUL DE BOM CONSELHO - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 19 de novembro de 2019

RAINHA ISABEL/PE: ÁRVORES EM EXTINÇÃO AINDA SÃO ENCONTRADAS NA REGIÃO SUL DE BOM CONSELHO

Da altitude que estávamos não tinha como não ficar admirado com a beleza da vista panorâmica do cume do Cafundó dos Veigas.


Todos os anos, uma turma de jovens liderada pelo professor Zé Gomes, faz a trilha ecológica Nossa Senhora Aparecida que percorre essa região serrana de Rainha Isabel.

No horizonte está a região serrana que divide os estados de Pernambuco e Alagoas. Para ter essa imagem privilegiada, subimos dos 730 metros de altitude do Cafundó dos Veigas.

O jumento ainda é usado para transporte de pessoas e de cargas. Em locais de difícil acesso, o jumento é usado para transportar a produção de banana e batata até os pontos de apoio que ficam no distrito de Rainha Isabel.

O município de Bom Conselho se estende por 792,2 km². A região sul é uma das mais prósperas devido a riqueza do lençol freático.


Os primeiros habitantes por essas terras onde localiza-se o município de Bom Conselho, foram inicialmente habitadas pelas tribos Xucuru e Fulni-ô

Enquanto subia o Cafundó dos Veigas, encontramos uma árvore identificada pelo nome de SAPUCAIA, uma espécie ameaçada de extinção, vulnerável, rara e em perigo. Seus nomes populares são: sapucaia, castanha sapucaia e cumbuca de macaco. 

A SAPUCAIA é uma árvore de grande porte que costuma alcançar cerca de 20 a 30 metros de altura, tendo folhas simples, lisas de cerca de 15 centímetros, as quais, quando novas, tem coloração rosada. E tendo flores que são roxas e brancas, de tamanho médio, e fruto que pode alcançar mais de 20 centímetros, com uma casca muito dura e uma tampa que se solta quando maduro, liberando as sementes comestíveis.

Os troncos de árvores não deixam de ser acessórios para a mão de obra dos artesãos que podem transformar numa verdadeira obra de arte.

Nesse período é comum encontrar os pés de ipês floridos, sejam com as cores em amarelo e roxo. No extrato da entre casca é encontrada uma substância conhecida por lapachol. Essa substância tem o poder de inibir o crescimento de tumores malignos e, ao mesmo tempo, reduzir a dor. Desta forma, o ipê roxo pode ser indicado para dores musculares, artrites e artroses, tumores e alguns tipos de câncer e psoríase.

Por essa região de Rainha Isabel, encontramos algumas árovres que estão em extinção, como por exemplo, a Mirindiba, uma árvore também conhecida como mirindiba-bagre, louro-de-são-paulo, mirinduva, dedaleiro e mirindiba-rosa é uma árvore da família das litráceas, nativa do Brasil.

Quando caminhávamos juntamente com outras pessoas rumo ao cume do Cafundó dos Veigas, num cercado ao lado tinha gado nelore e o olhar das reses chamaram atenção, aliás, o gado nelore é uma raça desconfiada e brava.

A força da religiosidade está marcada por todos os lados e geralmente é fácil de encontrar cruzes, cruzeiros, casinhas de oração em cima de rochas. Essa declaração de fé encontramos no sítio Ingazeira, há 02 km do distrito de Rainha Isabel.

E assim foi a trilha da Proclamação... Com o professor Zé Gomes e outros amantes da natureza. Entre ida e volta, foram 08 km de caminhada. Ouvimos histórias, causos, conhecemos pessoas simples, mas com grandes lições de vida. Vale tudo. Vivenciamos um momento diferente e muito salutar. 

Lamentamos que o poder municipal atual não valorize essa região e o povo com suas ricas histórias...

A nossa parte estamos fazendo!

PATROCINARAM ESSA REPORTAGEM












Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE