MATA DA CAFURNA/AL: UM CENÁRIO IDEAL PARA REALIZAR TRILHAS ECOLÓGICAS SEM AGREDIR O MEIO AMBIENTE - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 26 de março de 2019

MATA DA CAFURNA/AL: UM CENÁRIO IDEAL PARA REALIZAR TRILHAS ECOLÓGICAS SEM AGREDIR O MEIO AMBIENTE

A região da mata da Cafurna onde tem uma tribo indígena de Palmeira dos Índios, é um lugar sensacional para realizar trilhas, caminhadas de encontro com a natureza.

Imagine você logo cedo ouvir os cantos dos pássaros, sentir o cheiro de mato verde e um clima tropical. A cada metro caminhado mais beleza natural você encontra ao alcance de seus olhos.

O coqueiro (Cocos nucifera), é um membro da família Arecaceae (família das palmeiras). É a única espécie classificada no gênero Cocos. É uma planta que pode crescer até 30 m de altura, com folhas pinadas de 4–6 m de comprimento, com pinas de 60–90 cm. As folhas caem completamente, deixando o tronco liso.

A origem do coqueiro é do Sudeste da Ásia. A planta foi introduzida no Brasil pelos portugueses, por volta do ano de 1553. Primeiramente foi inserido no estado da Bahia (daí coco-da-Bahia), disseminando-se por muitas regiões, principalmente pelo litoral nordestino.

Uma vegetação de mata fechada. Ao longe vemos a cordilheira que fica nas proximidades da cidade de Palmeira dos Índios/AL.

As nascentes existentes na mata da Cafurna em algumas vezes são usadas para criatório de peixes. 

Uma nascente, cabeceira, olho-d'água, exsurgência, mina de água ou fonte é o local onde se inicia um curso de água, seja grande ou pequeno. À água nativa ou de nascente também se dá o nome de água de pé.

Do alto da mata da Cafurna se tem uma vista panorâmica do bairro Alto do Cruzeiro, um dos pontos mais altos da cidade.

Por esse ângulo pude registrar parte do centro da cidade de Palmeira dos Índios/AL. Uma imagem diferente das demais.

Da serra do Goiti há uma vista panorâmica sensacional da cidade. A terra do Amor como diz a lenda precisa ser melhor cuidada. Os último gestores não ligaram para o potencial turístico do município.

Serra (do termo latino serra) é o conjunto de montanhas e terrenos acidentados com fortes desníveis e muitos picos, que se assemelha, portanto, a uma serra (ferramenta). O termo é, frequentemente, aplicados a escarpas assimétricas que possuem uma vertente mais inclinada e outra menos inclinada.

O bairro da Cafurna fica num vale, de cima fica uma vista maravilhosa. Um vale é um acidente geográfico cujo tamanho pode variar de uns poucos quilômetros quadrados a centenas ou mesmo milhares de quilômetros quadrados de área. É tipicamente uma área de baixa altitude cercada por áreas mais altas, como montanhas ou colinas.

Podemos definir o relevo em várias formas, comumente como planícies, planaltos, cordilheiras, montanhas, morros, entre várias outras. 

Saiba que denominamos uma sequência de montanhas como cordilheira. Morro – Morro é um acidente geográfico que é constituído por uma pequena elevação de terreno com um declive suave.

A caatinga se localiza em toda a região norte, na área da depressão do São Francisco, e na serra do Espinhaço, deixando para o cerrado apenas a parte ocidental, e para a floresta tropical úmida, o sudeste. No interior as estações de seca são mais marcantes, com exceção para região do vale do rio São Francisco.

Vegetação. Diversos recursos naturais, dentre eles, o clima, o relevo e as bacias hidrográficas são os fatores preponderantes na constituição da variada cobertura vegetal de Minas Gerais. Minas Gerais possui, sem dúvida, uma rica e bela flora distribuída na sua ampla superfície territorial.

Com minhas câmeras fiz essa imagem. Vemos parte do bairro de São Cristóvão e trecho da Avenida Vieira de Brito e parte do centro da cidade.

A vegetação de Alagoas é marcada pelo clima e solo predominantes em cada região. No litoral, mangues e lagoas se sobressaem na paisagem alagoana – atribuindo nome ao estado, inclusive.

Já no agreste, resquícios de Mata Atlântica podem ser encontrados em meio à transição entre a vegetação litorânea e a caatinga.


No estado prevalecem dois tipos de climas: o semi-árido e o tropical úmido. O clima do tipo semi-árido é típico do sertão alagoano, sendo predominante em grande parte do território. O clima tropical úmido ocorre na costa alagoana, onde os índices pluviométricos são mais elevados.

Ora, vegetação de caatinga, ora, vegetação de mata atlântica. Isso você encontra na mata Cafurna em Palmeira dos Índios/AL, uma área indígena demarcada pelo Governo Federal.
O percusso de 10 km percorridos pudemos ver in loco o potencial turístico da região serrana de Palmeira. No trecho que passamos encontramos muitas nascentes. O lençol freático da mata é muito rico. Quem passa por esse local tem um verdadeiro encontro com a natureza.

A cada dia o contato com a natureza me fascina. Me juntar a equipe TTI - Trilha na Terra do Índio, foi uma grande oportunidade para conhecer de perto o potencial turístico do municípios de Palmeira dos Índios, agreste de Alagoas. Considero que são loucos e apaixonados pela natureza.

AGUARDE A PRÓXIMA REPORTAGEM...

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE