A TRILHA DO CANGAÇO QUE FUI CONHECER (Parte 01) - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

domingo, 4 de fevereiro de 2018

A TRILHA DO CANGAÇO QUE FUI CONHECER (Parte 01)

Conhecer a história da trilha do Cangaço é uma grande aventura.
Percorrer o caminho por onde passou Lampião e seus 35 cangaceiros é uma verdadeira aula de história.
Temperatura de 42 graus com sensação térmica de 50, não é para qualquer um se aventurar na caatinga do sertão.
Pedras, pedregulhos, vegetação de caatinga, foram os desafios para chegar na Grota do Angico, na no município de Poço Redondo, Sergipe.
Foi nesse local que Virgulino Ferreira - O Rei do Cangaço, foi abatido a tiros juntamente com sua amada Maria Bonita e 10 cangaceiros, após uma emboscada promovida pela Volante de Alagoas...
Esse era o lugar onde Lampião passou a noite antes de ser assassinado, numa verdadeira gafieira no meio da caatinga.
A Grota do Angico que antes era um rio temporário e era coberto por areia, hoje, sobraram pedras, muita vegetação seca e uma história longa e com suas controvérsias ao longo do tempo.
Se aventurar pela Rota do Cangaço, onde nossa viagem que deu início em Piranhas, é uma verdadeira aventura... A trilha do Cangaço tem quase o 1 km para se andar à pé desde às margesn do Velho Chico.
Muitas pessoas de outras cidades e estados são os que procuram conhecer de perto a história do trágico falecimento do cangaceiro Lampião...
Por onde você anda em Piranhas - cidade patrimônio histórico nacional, sempre você vai encontrar monumentos do maior cangaceiro da história dos sertões brasileiro.
PATROCINADORES PARA A VIAGEM DA ROTA DO CANGAÇO









Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE