TURISMO: CONHECENDO AS SERRAS GRANDE E DA BAÊTA NO MUNICÍPIO DE BOM CONSELHO (PARTE I) - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

domingo, 28 de janeiro de 2018

TURISMO: CONHECENDO AS SERRAS GRANDE E DA BAÊTA NO MUNICÍPIO DE BOM CONSELHO (PARTE I)

Como já falei anteriormente, a região serrana de Bom Conselho é deslumbrante. Hoje fui conhecer a Serra da Baêta e a Serra Grande, ambas na região do Distrito de Logradouro dos Leões.
Durante essa visita na zona rural, conheci o senhor Adenilson, com sua esposa Erivânia e os filhos Vinicius e Alexia, além da dona Celsa e a garotinha Camila. Quero agradecer pela hospitalidade. O senhor Adenilson foi nosso Guia de Turismo nesse tour que fiz por essa região.

Já chegando no cume da Serra Grande, me deparei com um lajeiro sensacional, onde guarda uma vegetação diferenciada. Em cima da montanha há pequenas cacimbas de pedra com água.

De cima da Serra Grande vi ao longe outros lugarejos na região de Lagoa de São José. De cima, a vista panorâmica é inigualável. A zona rural de Bom Conselho tem um grande potencial para o ecoturismo.

O cruzeiro que fica em cima da Serra Grande, é um marco para a religiosidade da população que reside aos arredores. Nesse local, a ventania proporciona um momento de relaxamento da mente. Imagine você está há 500 metros de altitude a nível do mar.

O lajeiro em cima da Serra Grande, rodeado de macambira, deixa o lugar mais bonito. Nesse local existe água em abundância. A vegetação de caatinga tem uma mistura com zona da mata, tudo em cima da montanha.

As montanhas que ficam nos arredores do Distrito de Logradouro dos Leões, na divisa com o estado de Alagoas, provoca um acumulado de nuvens carregadas que sempre estão provocando chuvas rápidas, deixando um clima muito ameno em suas temperaturas.

De cima da Serra Grande você pode visualizar 02 cidades de Alagoas e 05 do estado de Pernambuco, graças a sua altura e uma visão privilegiada.

Desse ponto da Serra Grande, pode se ver ao longe o Serrote do Vento (Estrela de Alagoas) e Serra das Pias (Palmeira dos Índios-AL).
Para onde você olhar bate um verdadeiro encantamento pela natureza que nos faz bem. Tem um outro lado dessa história, que enxergamos a olho nu, que é a questão do desmatamento desenfreado na região.

No meio da vegetação que se mistura caatinga e mata faz-no torna-se num verdadeiro aventureiro dos sertões. Mesmo com "mato fechado", a aventura não para por ai.


Já no cume da Serra Grande, pedregulhos e caatinga se misturam tornando-se um ambiente de pouco convívio. Chegar até esse ponto é desafiador, por dois motivos, um, estradas de acesso em péssimas condições, abandonadas pelo poder público. Dois, a subida íngreme exige do "aventureiro", muita força de vontade.

A macambira e a malícia, são vegetações quem não escolhem o lugar para crescer e tornar o ambiente ainda muito mais bonito. Nem parece que aí é sertão, diante do verde em cima da serra.

Desse ponto vemos a região de Minador do Negrão em Alagoas. Mesmo com o desmatamento, os cercados e as montanhas rochosas dão um brilho a mais. Vale apena todo e qualquer esforço para chegar a esse lugar.

A Serra Grande e a Serra da Baêta são confundidas às vezes pelos visitantes. Serra Grande por que a serra é bastante extensa, da Baêta, devido a existência de uma fazenda que recebe a derivação desse nome. De qualquer maneira é uma aventura chegar até elas.

Ao longe vemos a montanha que tem três pedras grandiosas que tem o formato da cara de cachorro. Bom, esses detalhes ficarão para a próxima postagem sobre esse desafio que foi conhecer de perto, in loco, a região serrana de  Logradouro dos Leões, especialmente as serras Grande e Baêta.
Aguardem novas imagens!

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE