SEM ATRATIVOS, BONCONSELHENSES VÃO ÀS COMPRAS EM GARANHUNS - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

sábado, 9 de dezembro de 2017

SEM ATRATIVOS, BONCONSELHENSES VÃO ÀS COMPRAS EM GARANHUNS

A cidade de Bom Conselho é cheia de particularidades, por exemplo, as lojas comerciais fizeram ornamentação para o Black Friday e não fizeram para o natal. Aliás, pouquíssima simbologia do natal na cidade, nem parece que estamos vivenciando o período natalino na terra de Papacaça. Percebemos que há um individualismo, comercialmente falando, ou seja, cada um por si, cada lojista que se vire. Não vemos na cidade aquela estimulação ou empolgação no comércio para atrair os clientes. 
Ainda existe uma grande carência no atendimento e na postura comercial na cidade. Tem comerciante em Bom Conselho, que nem sequer se levanta da cadeira para recepcionar o pretenso cliente. Falta instrução em determinadas lojas do comércio local, quando se fala em atender bem.
A exemplo de todos outros anos, faltou um verdadeiro "enriquecimento de ideias" tanto para ornamentar a cidade, como para aquecer as vendas no comércio. Se dois ou três comerciantes se preocuparam em dar uma "up", na sua loja, esqueceram de agradar os clientes com preços melhores, especialmente no ramo de confecções.
Ainda estamos pobre nesse quesito!!
Se tem um setor que as vendas geralmente aquecem, é no ramo de material de construção, porém, um dos erros que vemos é quando se fala em pronta entrega, isso em algumas lojas.
Já no setor de embelezamento, tipo salão de beleza, sem festa na cidade, o movimento fica na estaca zero, apenas mantendo a procura dos mesmos clientes.
Diante das carências e a falta de opções de compra, muita gente vai gastar seu salário na cidade de Garanhuns, aquecendo ainda mais o comércio por lá. 
Com o advento do alto preço do combustível em bom Conselho (gasolina acima dos R$ 4,00), há uma mobilização para juntar o útil ao agradável, ou seja, abastece o carro e faz as compras de final de ano também em Garanhuns.
Quem sai perdendo com isso? Lógico, o comércio local. Analise direitinho pra ver se não é assim?

Nenhum comentário: