Bottom Article Ad

BELO MONTE/AL: AS CAPELAS CONSTRUÍDAS NO PERÍODO DO PADRE REGINALDO SOARES DE MELLO

Capela do Sagrado Coração de Jesus - Povoado Poço do Marco
 
Capela do Povoado Linha

As capelas novas de Belo Monte

Narrativas do vigário da época, padre Reginaldo Soares de Mello.

Ao assumir a paróquia, encontrei a capela de Poço do Marcos ainda por concluir. Motivando e estimulando a comunidade, hoje, já se encontra concluída e com quase todo o equipamento necessário às celebrações. Não fiz campanhas, a comunidade se responsabilizou pelo final dos trabalhos.

Na barra do Ipanema de há muito sofria o impasse da igreja no morro ilhado pelo rio São Francisco. A comunidade não a frequentava. Por muitos meses celebrei missas campais.

Com muitos desgastes, mas afinal a comunidade assumiu a responsabilidade e deu o primeiro passo na aquisição do terreno.

Em dezembro de 1981, em mutirão foi feito todo o tijolo e a colocação das pedras. Daí por diante, o trabalho foi confirmado e já se acha na sua fase de acabamento com o tamanho 17x07m.

 Riacho da Jacobina

O povoado de riacho da Jacobina nada tinha em termos de igreja. Também motivada, embora demorasse a ser iniciada a obra. Graças ao seu Joãozinho, teve sua doação da área necessária. Está sendo feita e também em fase de conclusão, exclusivamente por iniciativa e com esforços da comunidade, deixando pronta uma construção no tamanho 15 x 07 metros.


Capelas religiosas de Belo Monte

Além da sede paroquial, foram constituídas as seguintes capelas:

Olho d’Água Novo

(Capela de Nossa Senhora da Conceição)

Barra do Ipanema

(Capela de São João Batista)

Restinga

(Capela de Santo Antônio)

Limoeiro

(Capela de Jesus, Maria e José)

Poço do Marcos

(Capela Sagrado Coração de Jesus)

Riacho da Jacobina

(Capela de São José)

Jacobina

(Capela de Bom Jesus dos Navegantes)


Visitas as capelas do padre Reginaldo Soares de Mello

As visitas as capelas são mensais e as vezes quinzenais. Dada a precariedade de elementos humanos e preparados e disponíveis, o sistema de celebrações dos sacramentos, missas, confissões, comunhões, batizados, e unção dos enfermos, mesmo assim se conseguíamos fazer, sem contar com as reuniões nas comunidade quando e quanto eram possíveis.

Ouvindo os paroquianos

Sempre reservava tempo para ouvir as comunidades, para entender em cada caso que se fizesse necessário. Sempre reservava tempo integral nas visitas, raramente fazia reunião às pressas.

Durante as celebrações dos tríduos de padroeiro, havia uma permanência maior do padre com a participação da comunidade todos os dias.

Relato do padre Reginaldo Soares de Mello

Fonte: Livro Canônico da paróquia de N. S. do Bom Conselho

Apoiadores Culturais






Postar um comentário

0 Comentários