CONSTRUÇÃO DO SANTUÁRIO PADRE ALFREDO, A AMIZADE DO SANTO PADRE COM A FAMÍLIA GICO - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

CONSTRUÇÃO DO SANTUÁRIO PADRE ALFREDO, A AMIZADE DO SANTO PADRE COM A FAMÍLIA GICO



Oriundo da terra dos marechais Alagoas o padre Alfredo chegou na terra do Papacaça em 1918,onde firmou grande amizade com José de Carvalho Cerqueira, conhecido popularmente como José Gico, amizade  essa que se perpetuou por muitos anos.

Na década de 30 do século passado morriam muitas mulheres por conta das complicações dos partos,o padre Alfredo idealizou a construção da pré maternidade mãe sertaneja na rua Monsenhor Marques conhecida como a rua do caboje, uma mini maternidade, que tinha uma sala de parto equipada dos instrumentos mais usados, com pequenos apartamentos e alguns leitos.

A maternidade acolheu muitas mulheres para um atendimento médico ou mesmo pelos os parteiros da cidade, Joaldi Soares e Dulce Guerra, pessoas que ajudaram milhares de crianças nascerem, esse projeto só foi idealizado graças a doação do terreno do seu amigo pessoal José Gico, homem religioso que ajudou o santo padre em muitas obras, em nossa cidade, sempre priorizando os mais necessitados.

Com o passar dos anos o padre Alfredo iniciou a construção do atual hospital que leva o seu nome Monsenhor Alfredo Pinto Dâmaso, com a conclusão desse estabelecimento hospitalar a maternidade mãe sertaneja foi transferida para lá e suas instalações foram adaptadas para começar o abrigo São Vicente de Paula, onde recebeu diversos idosos abandonados pelas famílias.

CONSTRUÇÃO DA ERMIDA DE SANTA TEREZINHA
Aproximando-se o centenário da paróquia de Jesus, Maria e José, padre Alfredo Pinto Dâmaso, então pároco local, conseguiu uma doação de um terreno na serra dos gicos, e quando foi no ano de 1935 deu início a construção da Ermida , foi construída com doações do povo de Bom Conselho, que levava tijolos, pedras, areia, cimento, cal e água na cabeça até o topo da Serra.

Liderados por padre Alfredo todos os fiéis participavam, sendo os ricos com doações e os pobres com trabalho e mão de obra, sendo a obra concluída em 1940, alguns devotos de Santa Terezinha do menino Jesus fizeram a doação de 15 cruzeiros alusivos às quinze estações da via sacra, onde os fiéis fazem suas penitências até hoje.

Quando criança o coronel Alexandre Bilica foi levado pela a sua tia avó Tereza para subir a pé a serra de Santa Terezinha até a Ermida para pagar uma promessa que foi feito por ela em desfavor de bílica, por uma graça alcançada, considerando que quando criança tinha um desvio nos tendões que dificultava jogar futebol.

A partir da graça alcançada o coronel Alexandre Bilica passou a ser devoto de Santa Terezinha do menino Jesus e tem no seu plano de governo fazer o santuário padre Alfredo, pároco devoto e idealizador da obra da Ermida Santa Terezinha, muitos fiéis invocam o padre Alfredo para ele interceder junto a Santa Terezinha, a fim que alcancem as suas graças.

O objetivo da construção do santuário, é tornar a Ermida em um local de peregrinação para os fiéis de Santa Terezinha e do padre Alfredo, para isso o coronel Alexandre Bilica tem em seu projeto alargar e asfaltar os 800 metros de estrada vicinal  (estrada de chão), a fim que ônibus, carros e motocicletas tenha infraestrutura para levar os fiéis ao santuário, como também construir uma estátua de padre Alfredo, lanchonete e restaurante, padronizado como o santuário de Mãe Rainha em Garanhuns.

TEXTOS E FOTOS: ALEXANDRE BILICA

Nenhum comentário: