SE TEM RADIALISTA FÁCIL EM PALMEIRA, SANTA ROSA NÃO FAZ PARTE DESSA TURMA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

SE TEM RADIALISTA FÁCIL EM PALMEIRA, SANTA ROSA NÃO FAZ PARTE DESSA TURMA


A decisão do radialista Carlos Santa Rosa de não ficar na rádio Farol FM de Palmeira dos Índios/AL, apresentando o programa Você Faz A Notícia, que foi uma criação minha quando estive na referida rádio, tempos atrás, foi acertadíssima. 

Eu, particularmente já sabia que iria ocorrer, diante da amizade que tenho com o meu colega de profissão, uma vez que trabalhamos juntos na rádio Palmeira FM no início dos anos 2000 e já tínhamos conversado antes de sua estréia na rádio de JHC.

O "velho Santinha", como é carinhosamente chamado, tem personalidade, credibilidade e não aceitaria ser "esmiunçado", "controlado", "engessado", no seu jeito de comunicar-se pelo rádio. Até o o seu "poderio" de voz não combinaria estar num programa jornalístico "babando" o prefeito Júlio César, que achou ou acha que todos são iguais.

Se tem "radialista fácil" em Palmeira, não combina com o perfil de Santa Rosa, nem com o meu e nem com comunicador que tenha no mínimo vergonha na cara.

Estendo "tapete vermelho", para o nobre amigo comunicador Carlos Santa Rosa pela sua postura profissional. Infelizmente, a fase de ouro do radiojornalismo em Palmeira dos Índios, acabou vergonhosamente, diante da maneira que se comporta certos e determinados comunicadores da terra do Amor.

Lamentavelmente, o comunicador hoje em Palmeira, para estar no rádio tem que obedecer "caprichos políticos". Tem que obedecer a ordem financeira de políticos que só pensam enganar o povo o tempo todo.

Na última vez que estive na Rádio Farol, deixei o programa jornalístico Você Faz A Notícia, por não aceitar imposições políticas e pelo diretor geral da emissora não cumprir financeiramente com o combinado.

Enfim, o ocaso da comunicação radiofônica palmeirense é bem visível. O que diria se tivessem vivos, Josmário Silva (o pai da comunicação), Valdemar Correia, Zé do Forró e tantos outros nomes consagrados do rádio de Palmeira.

O atual prefeito que antes de receber o diploma de jornalista, é radialista, trabalhamos juntos na emissora do grupo Gaia de Comunicação, porém por ter a sorte de tornar-se prefeito de Palmeira, mudou completamente, esqueceu da lição o que o Pai da Comunicação, Josmário Silva, o ensinou no passado.

Para finalizar, ficou contente em saber que temos comunicadores com postura e vergonha na cara e não aceitar "amordaças radiofônicas"em pleno século XXI. 

Parabéns nobre Santa Rosa, tenho orgulho de você!

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE