NA PARAÍBA ENCONTREI A PEDRA QUE GEME - ATRATIVO TURÍSTICO NO MEIO DA CAATINGA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

sábado, 18 de janeiro de 2020

NA PARAÍBA ENCONTREI A PEDRA QUE GEME - ATRATIVO TURÍSTICO NO MEIO DA CAATINGA

O horizonte visto de cima da Pedra do Tendó, zona rural de Teixeira, Paraíba. Pedra do Tendó, também conhecida como Pedra Que Geme é uma formação rochosa e ponto turístico da cidade de TeixeiraParaíba.

De cima da Pedra do Tendó, há vista panorâmica do vale do Piancó que engloba o município de Patos/PB.

Na recepção do hotel onde fica o Lajedo do Pai Mateus, há vários soins que você alimenta-los tranquilamente, como fiz.

Foi nesse local que houve a filmagem de cenas da minissérie da Globo, intitulada como Auto da Compadecida.

O lajedo de Pai Mateus, por natureza tem sua beleza inigualável. Conta a lenda que Pai Mateus seria um ermitão curandeiro que viveu naquela região por volta do século XVIII, destino de muitas pessoas que o procuravam para se consultarem. 

A formação rochosa é fruto do desgaste do solo ao longo de milhões de anos, em função de fissuras naturais e grandes variações de temperatura. Um dos blocos mais famosos é a Pedra do Capacete, por seu formato peculiar. 


O lajedo tem aproximadamente 1,5 km² e cerca de cem grandes pedras arredondadas (chegam a pesar 45 toneladas) que se destacam sobre a superfície ligeiramente convexa e a vegetação escassa da região do Cariri Paraibano.



A Pedra do Tendó é cercado de lendas e belezas naturais, tendo servido de inspiração a vários poetas e sobre ela correm inúmeras lendas.
Diz-se que o nome Tendó é atribuído ao grito desesperado de uma vítima que, após ter discutido e lutado com um inimigo, teria caído no abismo.


"Tem dó" foi então o apelo que ecoava ao longe e foi ouvido por moradores locais.

Outro registros da palavra "Tendó" significam abrigo, visto que o local era usado pelos tropeiros, servindo de pouso durante as viagens feitas pelos comerciantes que partiam das Espinharas em destino a Pernambuco.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE