PEDRA DO TOURO, PEDRA DO HIPOPÓTAMO E O MORRO DOS OSSOS, SÃO GEOFORMAS ENCONTRADAS NO SÍTIO PERI-PERI/PE - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 16 de outubro de 2018

PEDRA DO TOURO, PEDRA DO HIPOPÓTAMO E O MORRO DOS OSSOS, SÃO GEOFORMAS ENCONTRADAS NO SÍTIO PERI-PERI/PE

Pedra do Touro
Essa geoforma você encontra no sítio Peri-Peri na zona rural de Venturosa. Para conhecer essa beleza natural, você precisa sair da mesmice e pegar a estrada. Às margens da PE-217, que liga os municípios de Venturosa e Alagoinha, você encontra a fazenda do agropecuarista Paulo Tenório, é lá o portal de entrada para você conhecer a Pedra do Touro, a Pedra do Hipopótamo e o Morro dos Ossos.

Esse bloco de pedra é sobra de ação de uma pedreira que existiu tempos atrás. Inúmeras rochas foram implodidas com a força de dinamite. O que se levou milhões de anos para a natureza construir, o homem em pouco tempo tem destruído. Segundo informações, blocos de pedras como essa acima, eram levados em carretas e posteriormente eram transformados em mesas de mármore.

De cima da pedra do Hipopótamo a gente tem uma vista panorâmica sensacional, onde se ver ao longe o Parque Municipal Pedra Furada.

Beirando a rodovia estadual PE-217, encontramos uma relíquia que é uma roçadeira de arrasto, que no passado foi usado para roçar o mato das propriedades. Essa peça pesa em torno de 980 kg.  

Para chegar até a pedra do Hipopótamo passei por essa vegetação de caatinga, mato seco, altas temperaturas, porém a trilha tornou-se mais emocionante.

A partir que vai demorando a volta da chuva, logo a vegetação vai mudando de cor, sai do verde e passa para o cinza.

Caatinga (do tupi: ka'a [mata] + tinga [branca] = mata branca) é o único bioma exclusivamente brasileiro, o que significa que grande parte do seu patrimônio biológico não pode ser encontrado em algum outro lugar do planeta. Este nome decorre da paisagem esbranquiçada apresentada pela vegetação durante o período seco: a maioria das plantas perde as folhas e os troncos tornam-se esbranquiçados e secos. 
Entardecer na pedra do Hipopótamo
O Sistema Brasileiro de classificação de solos define o solo da caatinga como raso rico em minerais, mas pobre em matéria orgânica devido às características da região. Ainda define esse solo como pedregoso, com fragmentos de rochas na superfície. Por isso, dificilmente armazena as águas das chuvas.

Morro dos Ossos
O morro dos Ossos fica numa planície no meio da caatinga, dentro da cordilheira que abrange os municípios de Venturosa, Alagoinha, Pedra, Arcoverde e Pesqueira. Nesse local há várias pinturas rupestres nos paredões dos dois blocos de rocha granítica. Ao lado desse morro há um cemitério de animais, quando a última seca que demorou 07 anos, provocou a morte de centenas de animais. O dono da propriedade reuniu todo o gado morto em um só lugar. Passado o tempo, sobraram apenas os ossos.

A vegetação da caatinga é composta por plantas xerófitas. Isto porque ela é formada por espécies que acabaram desenvolvendo mecanismos para sobreviverem em um ambiente com poucas chuvas e baixa umidade. Ainda para evitar a perda de água, algumas plantas simplesmente perdem suas folhas na estação seca.

O clima da região em Venturosa é o subtropical úmido. O que isso significa? Bom, isso quer dizer que, nos campos sulinos, os verões são quentes, os invernos são frios e chove regularmente durante todo o ano. Olhando bem a foto, você poder ver que apenas algarobeiras que tem uma raiz profunda, está verdinha no meio da caatinga.

Quando foi registrado esse momento, a temperatura passava dos 40 graus centígrados. O xique-xique, cacto da região, suporta rotineiramente altas temperaturas. Sua alto defesa são os espinhos afiados.

Olha o amigo trilheiro, Gui. Lá na frente, seu Mané, que foi abrindo o mato, cortando as ramas, para chegarmos ao ponto principal da pedra do Hipopótamo. Nessa altura, a sensação térmica chegou aos 45 graus.

Esses blocos de rocha foram deixados para trás por uma pedreira que funcionavam na zona rural de Venturosa
Em função do clima semiárido da região onde se encontra, a vegetação da Caatinga costuma ser bastante seca, com espinho e pouquíssimas folhas. No entanto, quando ocorrem as chuvas, ela se transforma rapidamente, ganhando um aspecto diferenciado, com árvores cobertas de folhas e pequenas plantas forrando o chão.

Na próxima postagem estaremos com novas fotos...

PATROCINADORES


Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE