ATÉ A PAVOA FEZ POSE PARA SAIR NO BLOG DO POETA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

sábado, 31 de março de 2018

ATÉ A PAVOA FEZ POSE PARA SAIR NO BLOG DO POETA

No meu tour pela zona rural de Estrela de Alagoas, mais precisamente pelo Sítio Serrote do Vento, me deparei com essa ave majestosa, uma pavoa, passeando pelo terreiro da fazenda do proprietário do Serrote do Vento. Segundo especialistas em aves desse tipo, o Macho tem cauda muito longa. Já Fêmea é diferente do pavão-indiano, a fêmea do pavão-verde é igual ao macho, mas tem cauda bem menor. A pavoa põe entre 4 a 8 ovos, que chocam ao fim de 28 dias.

O Serrote do Vento na zona rural de Estrela de Alagoas, é um dos pontos mais visitados no período da Semana Santa. Gente de todos os lugares da região desafiam a subida dos seus 500 metros de altitude à nível do mar.

Durante a subida do Serrote do Vento, a vegetação de caatinga está muito presente, a exemplo do Xique-Xique, planta rasteira e cheia de espinhos. Ela é da mesma família do mandacaru.

A macambira é uma planta da família das bromeliáceas, do gênero Bromélia. Possui vários usos que vão desde a utilização da planta para evitar a erosão, até como alimento para o gado. Encontra-se distribuída na região semiárida do Nordeste, principalmente em afloramentos rochosos e áreas de caatinga.


O Xique-Xique é um cacto típico de todo sertão nordestino. Invadem as serras e caatingas do nordeste. Seus galhos se arrastam pelo chão formando verdadeiros alastrados. Os espinhos são agudos brancos e se formam em um conjunto com vários espinhos. A planta é de cor verde claro. Ao lado do mandacaru é um dos frutos da caatinga disputados por colecionadores da espécie e integra alguns cardápios exóticos do Nordeste brasileiro (com pratos como o "cortado" de xique-xique)

Nenhum comentário: