EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO DE BOM CONSELHO ESTÁ CHEIO DE ERROS

 

Hoje tirei um tempinho para ler o edital do concurso público do município de Bom Conselho e fiquei abismado com tantos erros ortográficos primários e falta de informações necessárias para um concurso sério e transparente. Tem palavras até desconhecidas do dicionário da língua portuguesa.
O que é adstritaa???
"Trabalhar com ao de famílias"...
Ainda frases desconexas, valores de salários fora da realidade e discriminação das categorias para motoristas, por exemplo. Discriminar é quando significa especificar, separar por itens, mercadorias, informações. Exemplos: A discriminação racial deve ser combatida sempre. Discrimine os produtos na nota fiscal e coloque todos os códigos necessários.

Um secretário escolar ganhar mais que um psicólogo com a mesma carga horária?

Num concurso sério, tem sempre especificado o tipo de categoria do motorista que existe para cada vaga...

categoria exigida para esse maquinário é a B, de acordo com a Lei 13.097, publicada em 27 de janeiro de 2015. A lei garante que os motoristas que possuem CNH de categoria B estejam legalmente autorizados para dirigir tratores e máquinas agrícolas.

Em trocados e miúdos, tem que fazer um curso específico para exercer tal função.  Isso não está explícito no edital do concurso da prefeitura de Bom Conselho.


Interessante, que um odontólogo vai ganhar menos que um pedreiro ou carpinteiro ou tratorista, mil e duzentos reais (R$ 1.200,00), com a mesma carga horária de 40 horas. 

Para pedreiro ou carpinteiro ou tratorista, o salário ofertado é de R$ 1.212,00 (mil duzentos e doze reais).

Se for nominar os erros deste falado concurso, passarei um dia (acredito eu), escrevendo, narrando fatos e argumentos, como ando sem tempo devido a outros afazeres, apenas sintetizei essa breve leitura.

Existem mecanismos para anular esse edital. 
Quem tiver interesse, assim o faça.
Estamos de olho!

Postar um comentário

0 Comentários