Vereador acusado de envenenar animais tenta culpar gestão

Um vereador de Iguaracy, no sertão do Pajeú, tem dado o que falar nos últimos dias na cidade, ao confessar ser responsável pelo envenenamento de cães de rua. Ele, inclusive, utilizou um argumento, no mínimo, contraditório: de que a culpa é da gestão municipal, que não controla a quantidade de animais de rua. 

De acordo com relatos, fotos e vídeos que circulam nas redes sociais de moradores do distrito de Jabitacá, o vereador Juciano Gomes (DEM) é acusado de colocar uma substância venenosa, conhecida popularmente como “chumbinho”, em petiscos para os animais que entram na propriedade onde ele é gerente, a fazenda Caiçara – cujo proprietário é o promotor do Ministério Público, Lúcio Luiz de Almeida Neto. 

Ainda de acordo com informações, o crime acontece há cerca de quatro meses. Na tentativa de arranjar uma justificativa, o parlamentar acusou a imprensa e os opositores de “perseguição política”. Porém, depois afirmou que colocou veneno para alguns cães que adentravam a propriedade onde ele trabalha porque estavam matando caprinos. 

Juciano afirmou que a “culpa” disso é do prefeito Zeinha Torres (PSB), que não toma nenhuma atitude para conter a população de cachorros de rua. Talvez o que o nobre vereador não saiba é que envenenar animais é crime e dá cadeia (artigo 32 da Lei dos Crimes Ambientais N° 9.605/98).

do Blog do Cauê Rodrigues

Postar um comentário

0 Comentários