Bottom Article Ad


O SERTÃO E SEUS ARTESANATOS - FALTA INCENTIVO PARA ESSES PROFISSIONAIS DA CRIATIVIDADE

O sertão de Alagoas tem um grande celeiro de artesãos e cada um com sua particularidade. A obra de arte em minhas mãos é pura criatividade o artesão Remi da Bananeira.

Todo artesão tem mente fértil, ele ver beleza em tudo que há na natureza, como por exemplo, nas madeiras "mortas", encontradas abandonadas dentro de cercados, rios, riachos e vegetação rasteira.

Todas as obras de arte que mostro aqui é criatividade do artesão Remi da Bananeira, morador do povoado Bananeiras, zona rural do município de São José da Tapera, sertão de Alagoas.

O que era para virar cinzas, tornou-se em obra de arte. O artesão Remi somente aos 50 anos de idade descobriu seu talento para o artesanato. Remi, é uma referência no artesanato de madeira em São José da Tapera.

Cada tronco, pedaço de árvore retorcido, nas mãos de um artesão, sempre vai tornar-se numa obra de arte. O que vemos é que falta fomento para esse tipo de atividade. Todo artesão é um artista. Transforma seu imaginário sempre numa obra de arte.

Esse é o amigo artesão Remi da Bananeira. Um trabalhador rural, inteligente e cheio de histórias a contar, inclusive, foi personagem de reportagens no nosso canal no Youtube. Toda vez que o visito, além de ser bem recebido, sou presenteado com suas artes em madeira.
O artesão Remi transformou um simples galho numa girafa...
Quem desejar fazer alguma encomenda, entre em contato com nossa redação pelo email claudioandreopoeta@gmail.com


Outra obra de arte que encontrei na minha terra natal, Olho d'Água das Flores, sertão de Alagoas. Esses bancos feitos de madeira é um trabalho do artesão João Dias, que mesmo sendo deficiente, supera seus limites através dos seus trabalhos artesanais.

Nesse tour pelo sertão alagoano, registramos o pôr-do-sol justamente no monumento que representa o cotidiano do sertanejo. Quem chega a cidade de Santana do Ipanema logo se depara com esse monumento, onde mostra um caboclo com um jumento transportando água para sua casa, muito comum esse tipo de manifestação cultural.


Postar um comentário

0 Comentários