Bottom Article Ad

Projeto experimental colhe safra de uva no Sertão de Alagoas



Professores e estudantes do Instituto Federal de Alagoas (IFAL) em Piranhas, comemoram os resultados de um projeto de pesquisa sobre o cultivo de uva no Sertão de Alagoas. Após dois anos de estudos, eles fizeram mais uma colheita da fruta depois de adaptações ao clima seco da região.

A ideia de adaptar a uva para plantio na região surgiu após uma visita técnica em Petrolina, no Vale do São Francisco de Pernambuco, onde a viticultura já é bastante praticada.

"Ao visitar o perímetro irrigado nós ficamos vislumbrados e maravilhados com a viticultura daquela região. E o nosso clima é um clima bem parecido, o clima semiárido, semelhante ao clima lá da região de Petrolina. 

Então nós resolvemos trazer algumas variedades e testar a adaptação delas aqui e ver se é possível depois a gente repassar esses resultados para que os produtores interessados também possam propagar a viticultura aqui no estado de Alagoas", explicou Samuel Silva, coordenador do projeto.

Os pesquisados alagoanos conseguiram desenvolver e adaptar três variedades de uva: a Vitória, que é uma uva escura, de mesa e sem semente; a Itália, uva verde, de mesa e com semente; e a Magna, uma espécie industrial e com cor e sabor característicos.

Através de melhoramento genético, as frutas conseguiram suportar às variações climáticas da região, com temperaturas que vão de 15ºC a 40ºC. Também suportaram a distribuição de chuvas e as pragas, principalmente os fungos. Com isso, as espécies alagoanas apresentaram uma capacidade maior de resistir às altas temperaturas e os altos níveis de insolação, além de serem mais produtivas.

O próximo passo é repassar as informações e os resultados para os agricultores da região para que eles possam cultivar a uva e agregar valor com outros produtos feitos com a fruta, como o licor, por exemplo.

 por CadaMinuto

Postar um comentário

0 Comentários