CASARÃO DA FLORESTA: UMA CONSTRUÇÃO DO SÉCULO XVIII ESCONDIDA NA REGIÃO SUL DE BOM CONSELHO/PE - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 6 de outubro de 2020

CASARÃO DA FLORESTA: UMA CONSTRUÇÃO DO SÉCULO XVIII ESCONDIDA NA REGIÃO SUL DE BOM CONSELHO/PE

Voltando ao passado... Isso mesmo, voltar ao Casarão da Floresta é recordar é conhecer um pouco de nossa história. 

Bom Conselho passou pelo Ciclo do Café, você sabia?

Mais uma vez voltamos para visitar o casario do século XVIII, localizado no sítio Floresta, distante 30 km do centro da cidade de Bom Conselho. Nessa nossa volta, descobrimos que o último morador desse casarão foi embora, depois de meio século vivendo nesse local.

Conforme reportagem anterior feita no mês de novembro de 2019, contei um pouco sobre a existência desse casarão antigo. Segundo pesquisas que fiz, descobrimos que no ano de 1973, o advogado e fiscal de renda, Dr. José Gonçalves, comprou do senhor Arlindo Lima, primo do coronel José Abílio, a fazenda Floresta e Grotão, porém,  já existia esse casarão que serviu de engenho e fazenda produtora de café”.

Você sabe que máquina é essa? É uma caldeira. Essa máquina é um verdadeiro maciço de ferro que supera o passar dos séculos, uma verdadeira relíquia do século XVIII, oriunda da Inglaterra. 

Essa placa cravada na caldeira é original, do período que foi comprada, provavelmente quando o senhor Arlindo Lima, em uma das suas viagens ao Rio de Janeiro, fez o pedido dessa locomotiva. Essa máquina foi comprada a empresa Marshall Sons e Companhia e Engenharia Ltda, localizada na cidade de Gainsborg,  do distrito de West Lindsey, no estado de Lincolnshire, Inglaterra. A locomotiva saiu da Inglaterra de navio até o porto do Recife, da capital pernambucana veio de trem até Garanhuns e para chegar em Bom Conselho veio de tração animal. Nessa brincadeira, foram 06 meses para chegar até o destino final.



Essa caldeira serviu para despolpar café e ao mesmo tempo foi utilizada na produção de cachaça, rapadura e açúcar e também servia para refinar o café produzido nas terras da fazenda no período do ciclo do café que o município de Bom Conselho passou até a década de 90. Essa locomotiva funcionava a água e lenha e algumas peças por tração animal.

Algumas outras peças estão se perdendo com o tempo. Conta a história que os barões do café eram grandes fazendeiros, muito ricos e diante da sua riqueza e popularidade, eles tornaram-se barões ou grandes cafeicultores daquela época. Próximo desse casarão tem uma reserva de mata atlântica onde a flora e a fauna tem suas riquezas.

A crise da produção de café no Brasil foi de 29 de outubro de 1929  a dezembro de 1939. É provável que esse casarão quando foi construído ainda no século XVIII foi o auge do senhor Lourenço como cafeicultor. Nesse casarão, a parte superior foi construído para a criação das moças donzelas filhas do fazendeiro e cafeicultor, Arlindo Lima, primo do coronel Zé Abílio, que comandou o município de Bom Conselho até a década de 40.


Quando o senhor Arlindo Lima, morador do Rio de Janeiro, vendeu esse casarão por 60 contos de réis, é sinal que não tinha mais interesse pela produção da casa-engenho. Os azulejos existentes nas paredes retratam o poderio dos senhores de engenho, por que as peças eram caras para a época.


Hoje esse casarão pertence ao senhor Gonçalvinho que no ano de 2019 esteve sendo entrevistado por esse blogueiro.  Segundo o senhor Gonçalvinho, nos relatou que foi o senhor Lourenço Lima Tenório, pai do senhor Arlindo Lima, que vendeu por 60 contos de réis a fazenda ao Dr. José Gonçalves.



Casarão da Floresta está localizado na zona rural de Bom Conselho, próximo ao distrito de Rainha Isabel, que no passado foi um engenho de cana-de açúcar e posteriormente tornou-se numa fazenda produtora de café. Próximo do casarão está o sítio Pacas, onde tem uma das nascentes do rio Bálsamo e há uma estrada de terra que interliga-se com o sítio Mata Verde.


Por um bom tempo conversei com o senhor Manoel Flexeira ou seu Domingo como é conhecido. Hoje, seu Mané, tem 70 anos de idade. Contou-nos que chegou na Floresta aos 17 anos de idade, passados 53 anos, morador do mesmo lugar, tem muita história a contar. Quando interroguei se desejaria sair desse pedaço de chão, ele disse que já está acostumado e num troca o sítio Floresta por cidade nenhuma.

Esse é o Vale da Floresta por onde escorre uma das nascentes do rio Bálsamo. A fauna do lugar é muito rica, além de espécie de pássaros em extinção. Na Florestaa você encontra animais, tipo, raposa, lobo-guará, gato do mato e gato maracajá, tatu, tamanduá-mirim, além de vários tipos de cobras, como por exemplo, jiboias, cascavéis, salamantas, corais.

Com a permissão dos proprietários, podemos visitar e conhecer esse atrativo turístico rural do município de Bom Conselho. O turismo pedagógico e ecológico tem papel fundamental para divulgar os locais que tem potencial turístico na terra de Papacaça.

Quer conhecer esse local histórico?
Contato via whatsApp (87) 9 8130-7118
Estamos realizando trilhas ecológicas.

Nenhum comentário: