CONHEÇA PAULO AFONSO: UMA RICA CIDADE DO INTERIOR DA BAHIA - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

CONHEÇA PAULO AFONSO: UMA RICA CIDADE DO INTERIOR DA BAHIA

Igreja São Francisco de Assis
Construído em 1949 sobre pequena colina, tem estrutura em pedra da própria região. A nave tem 90 metros quadrados e sua bancada de madeira comporta 60 pessoas. 
Na parede de fundo a imagem de São Francisco de Assis, o padroeiro da cidade, está impressa em alto relevo. Nas paredes laterais, as estátuas de São Judas Tadeu, Nossa Senhora da Conceição e de São José, além dos quadros que representam a via-crucis de Jesus. A igreja de São Francisco de Assis já é cartão postal da cidade mais precisa ser incorporado aos roteiros turísticos, especialmente para os visitantes da terceira idade.

Para onde você for, em Paulo Afonso - terra da Energia, cravada no norte da Bahia, vai encontrar vários atrativos turísticos que serve para todas as idades.

Fiz esse registro do pôr do sol ao lado do obelisco, monumento construído há pouco tempo pela municipalidade, proporcionando um espaço para belas imagens feitas pelos visitantes.

Paulo Afonso é aquela cidade de interior cheia de atrativos naturais, porém, ao chegar na cidade, já é notório o cuidado com o qual a cidade foi crescendo. Há belas praças, dentre elas, a Praça das Mangueiras é um ponto onde não se pode deixar de ir e tirar belíssimas fotos. 

Paulo afonso tem também a Praça da Tribuna, onde aconteciam várias manifestações culturais. O calçadão da Avenida Getúlio Vargas é um lugar ideal para apreciar os bares, lanchonetes e uma grande quantidade de lojas.

Esse monumento de São Francisco de Assis, fica ao lado da igreja de pedra que recebe o mesmo nome.

Um dos cartões postais de Paulo Afonso é a praça que foi nomeada de Dom Mário Zanetta. O obelisco e um chafariz iluminado também foram destaques da obra, junto com a urbanização e nova iluminação em LED da BA-210. 

Nessa minha passagem por Paulo Afonso, sertão da Bahia, que fica na linha da tríplice fronteira, pude para em vários pontos turísticos e fazer várias imagens como essa.

Meu filho Eros e minha mulher mãe Joseane, puderam vivenciar momentos únicos no tempo que ficaram na capital da energia, Paulo Afonso. As praças são grandes atrativos turísticos convidativos para fazer seus selfs. Para onde direcionar o celular ou a máquina fotográfica, a recordação sairá com estilo.

A região de Paulo Afonso começou a ser habitada por bandeirantes portugueses, no início do século XVIII. Chefiados por Garcia D'Ávila, subiram o rio São Francisco e atingiram as terras onde hoje está localizado o município.

Em 1725, o sesmeiro Paulo Viveiros Afonso, recebeu por alvará uma sesmaria, situada na margem esquerda do rio, no lado alagoano, e que abrangia as terras da cachoeira, até então conhecida como Sumidouro.

Tempos depois, em 1913, Delmiro Gouveia, industrial e empresário da época, vislumbra com o potencial da região, e implanta um grande e ousado projeto, a primeira usina hidrelétrica do Nordeste, a Usina Angiquinho.

Fiz essa imagem na convicção de que toda praça que é bem cuidada é sinal que seu povo é educado.

A partir da ideia do pioneiro Delmiro Gouveia, o então Presidente do Brasil, Getúlio Vargas assina o Decreto autorizando a organização da CHESF - Companhia Hidrelétrica do São Francisco, oficializada em 1948 com a primeira Assembléia Geral de Acionistas.

Em torno da CHESF nasce a o que viria a ser a cidade de Paulo Afonso, até então parte do município de Glória. Só em 1958 a nasce o município, através de sua emancipação política.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE