AS BELEZAS NATURAIS DOS IPÊS DO SERTÃO DO PAJEÚ E AS HISTÓRIAS DAS CIDADES - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

terça-feira, 29 de outubro de 2019

AS BELEZAS NATURAIS DOS IPÊS DO SERTÃO DO PAJEÚ E AS HISTÓRIAS DAS CIDADES

Na minha viagem ao Rio Grande do Norte, atravessei Pernambuco e a Paraíba, pelos menos três cidades me chamaram a atenção, na imagem acima está a entrada de São José do Egito, bem sinalizada, limpa, muito arborizada (veja os pés de Ipês), e aquele calor acima dos 30 graus.
 
Ainda em solo pernambucano chegamos a Tuparetama - A princesinha do Pajeú, com seu imponente portal de BOAS VINDAS. Outra cidade do interior do estado que apresentou-se limpa, com ciclovia, sem buraqueira, sem lixo acumulado e um povo muito educado.

Tuparetama é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, o município é composto pelos distritos-sede e Santa Rita. Sua população estimada no ano de 2017 era de 8.169 habitantes, sendo o 12º município mais populoso da Microrregião do Pajeú.

A palavra Tuparetama é de origem tupi-guarani e, segundo Silveira Bueno, significa a pátria de Deus, o céu. De tupã: Deus; e retama: lugar natal, pátria. Segundo a tradição oral, o povoado foi crescendo a partir da primeira feira livre, realizada em 1889. A capela dedicada a Bom Jesus foi construída em 1910, que deu nome ao povoado. 

Em 1938, foi elevada à categoria de vila, denominada Tupã, pertencente ao município de Tabira. Nesta época, era costume nomear cidades e povoados com nomes indígenas. Daí a troca do nome Bom Jesus por Tupã, que era a entidade divina dos índios tupis.

Os pés de Ipês em São José do Egito -Terra da Poesia, onde você encontra um poeta a cada esquina, dão um show de beleza nesse período do ano. Em 1º de julho de 1909, foi elevado à condição de município com a denominação de São José do Egito, mas antes tinhas os nome de São José das Queimadas ou São José da Ingazeira.

Já na Paraíba, fomos parar numa cidadezinha que tem menos de 10 mil habitantes, mas muito limpa e organizada, São Mamede, que é tida como a "cidade da vila do cinema brasileiro", devido a sua vocação na produção de muitos filmes nordestinos. Na entrada da cidade, uma avenida extensa, limpa, pintada, sinalizada e com ciclovia e pista para caminhada. 

Bom, o finalzinho da tarde foi apontando, o sol foi se escondendo, e ainda eu estava há 71 km do meu destino final, Caicó no Rio Grande do Norte... O vento quente soprando no rosto, a temperatura por volta das 17 horas e 30 minutos, marcando 32 graus... Oh, lugarzinho quente!

A viagem, as aventuras, as histórias não param por aqui não... No nosso portal de turismo contarei muito mais, para isso acesse o Poeta Viagens e Aventura.com

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE