A AUDIÊNCIA MASCARADA DO INSTAGRAM. MESMO PAGANDO NÃO AUMENTA-SE O CICLO DE SEGUIDORES - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

A AUDIÊNCIA MASCARADA DO INSTAGRAM. MESMO PAGANDO NÃO AUMENTA-SE O CICLO DE SEGUIDORES

Não vai três anos e o Facebook se acaba, como foi com o Orkut. Mas por trás da ferramenta INSTAGRAM, há os mesmos enganos que existem no FACE, ou seja, uma AUDIÊNCIA comprada, onde apenas vende-se uma IDEIA de que ali tem mais VISUALIZAÇÕES e SEGUIDORES.

No blog, site ou portal de notícias e entretenimento, há como ter uma ESTATÍSTICA real de ACESSOS e VISUALIZAÇÕES (não são a mesma coisa), muito mais real e sublinhar fornecida pelo próprio Google.

Tem muito dono (a) de loja que acha que está ABAFANDO em audiência pelo INSTAGRAM, quando na verdade, as mesmas pessoas do "ciclo de visualização" são as mesmas... Paga-se mais para ter mais curtidas, só que na verdade existe uma ESTATÍSTICA denominada de FALSIÊ, ou seja, paga-se por um serviço que já existe gratuitamente.

Há o novo modelo de blogueiro que não aceita ter esse título, mas por assistir a novela e por influência quer ser chamada de "influenciador digital". O brasileiro gosta de imitar coisas americanizadas e por isso se frusta depois.

Em Bom Conselho, por exemplo, essa nova categoria sem estudar a parte técnica da ferramenta digital, prometem uma audiência que não tem, digo, não consegue aumentar seu CICLO de visualização.

Há lojas que fazem anúncios de produtos que só existem no catálogo e que não publicam como "imagem ilustrativa" de estoque. 

A prova de tudo que escrevi é um novo artigo lançado pelo dono da ferramenta, Mark Zuckerberg, quando retirou das imagens o número de "visualizações e curtidas" do status para o público, com a alegação de que estava provocando o aumento de suicídios. 

Quando na verdade, a própria equipe do Instagram viu que o CICLO de Visualização (como falei acima), permaneceria apenas vicioso pelas mesmas pessoas e daí batia a frustração, ou seja, as pessoas estavam enganando a si mesmo (quer dizer, ainda tem gente assim).

Já a postagem no Blog, no site é muito mais real e visualizado. Anote aí!

Como bom brasileiro, não sou "influencer" digital, sou um blogueiro e ponto.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE