BOM CONSELHO: A CIDADE QUE AINDA NÃO APRENDEU A PODAR SUAS ÁRVORES - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

BOM CONSELHO: A CIDADE QUE AINDA NÃO APRENDEU A PODAR SUAS ÁRVORES

PRAÇA FREI CAETANO DE MESSINA  (ANTES)

Vi nas redes sociais de Bom Conselho uma imagem que me chamou atenção e não deixaria de dar minha opinião.
Quer dizer que nessa cidade não tem pessoas que saibam podar uma árvore?
PRAÇA FREI CAETANO DE MESSINA  (DEPOIS)
Peraí, quer dizer que em vez de podar uma árvore, o lindo, o necessário, é deixa-la sem folhagem? Quanta ignorância!
Mas isso é resultado de uma gestão que coloca pessoas desqualificadas para ocupar certos e determinados cargos por conveniência.

Se não sabem o que e podação, mandem alguém se qualificar, estudar sobre arborização, etc., mas fazer isso com árvores que são importantes para o bioma, para o clima, é um crime.

Por que tanta omissão em situações como essa? Por que em pleno século XXI a cidade de Bom Conselho é gerida por pessoas ignorantes, sem nenhum tipo de aprendizagem?

Alguém tem que ter alguma aula de meio ambiente, de preservação ambiental.

Que o próximo prefeito de Bom Conselho não tenha em seu rol de comandados pessoas que não saibam identificar o que é podar e o que é cortar. 

Deixar as árvores sem folhagem é fazer a mesma coisa que pegar uma galinha, tirar-lhe todas as penas e deixa-las no meio do tempo.
Pense nisso!



SAIBA O QUE É PODAR

Ato de podar (cortar com instrumento ou máquina, ou manualmente) um vegetal para que este se desenvolva de forma saluta ou com determinada estética. Devemos idenficar árvores que prejudicam a iluminação e que necessitem de podação.

PODAR E CORTAR E SUAS NECESSIDADES


“É preciso cortar o mal pela raiz“ é um velho provérbio, que sugere, no mínimo, certo radicalismo. Principalmente se estivermos no “terreno das plantas”.
Antes de qualquer coisa, devemos entender a diferença entre corte e poda. 
poda” é essencialmente, desbastar, diminuir as ramas.
Mas é necessário primeiramente saber a respeito das boas técnicas de poda, e isso requer conhecimento técnico.
Por exemplo, a poda pode ser tanto radial quanto vertical, e existente, nas extremidades dos ramos, por isso, ao cortarmos a ponta dos galhos cortamos também o fornecimento de hormônios daquela região.
A planta, biologicamente, não irá direcionar tantos hormônios para outros locais dela mesma, onde certamente está em quantias suficientes.
Através da poda chamada seletiva podemos cultivar uma planta com altura e diâmetro que quisermos, ou até mesmo aumentar a produção de flores ou frutos.
A hora ideal para as podas é diferente para cada espécie de planta, por exemplo, a maior parte dos arbustos, pode ser podado, já com o surgimento do quarto ou quinto par de ramos laterais.
Seja qual for a técnica ou a planta escolhida, é importante que se utilize sempre instrumentos de corte limpos e afiados.
Leve em conta, que lâminas enferrujadas podem ser um meio de contaminação para a planta, que por sua vez entrarão em contato com os tecidos no interior da planta no momento do corte.
É importante também que tesouras de poda estejam sempre afiadas, pois se as lâminas estiverem cegas machucam a planta, que muitas vezes podem não cicatrizar além de facilitar o surgimento das pragas.
Quanto ao “corte” encontramos duas situações: cortes para aumento por meio de reprodução (enxerto) ou corte em flores para decoração, que trataremos a seguir.
A melhor ferramenta para corte de suas flores é uma faca, esta precisa estar muito bem afiada para fazer um corte exato.
As melhores são as facas especiais de floristas. Todavia tesouras podem ser usadas, mas o resultado não é o ideal.
Primeiro, as flores precisam ter boa qualidade e em época correta de amadurecimento.
Desde que cortada da planta, a flor começa a envelhecer e depois como tudo mais, a morrer.


Pronto, já dei minha aula por hoje.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE