AS INFORMAÇÕES QUE VOCÊ PRECISA SABER DIRETAMENTE DA REDAÇÃO - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

AS INFORMAÇÕES QUE VOCÊ PRECISA SABER DIRETAMENTE DA REDAÇÃO

Soldado da PM se mata após matar amigo com tiro acidental
Um soldado da PM se matou, na quarta-feira (24), após matar o amigo com um tiro acidental, em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, Flávio Faria de Oliveira, de 31 anos, estava dentro do carro conversando com Matheus Oliveira Castro, de 20, quando a pistola dele disparou sozinha e atingiu a cabeça de Matheus. Ao perceber que o jovem havia sido baleado, o soldado se desesperou e atirou contra a própria cabeça.

STF autoriza prisão domiciliar para todas as presas por tráfico que forem mães ou estiverem grávidas
O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta quinta-feira (25) prisão domiciliar a todas as presas por tráfico de drogas que tiverem filhos de até 12 anos ou estiverem grávidas. 
Lewandowski também também autorizou prisão domiciliar para as presas que forem mães e tiverem sido condenadas em segunda instância, mas ainda sem condenação definitiva – ou seja, que ainda podem recorrer.

Atentado contra comunicadores
Uma equipe de jornalismo foi recebida a tiros ao chegar para trabalhar na rádio 91 FM, no bairro Pilarzinho, em Curitiba, na madrugada de quarta-feira (8). Não houve feridos. De carro, os jornalistas Ricardo Vieira e Silvia Valim, além do filho do dono da emissora, Moisés Pires, esperavam a abertura da rádio do lado de fora, por volta das 4h30, quando os disparos começaram. O veículo de um dos jornalistas foi atingido. O suspeito de atirar fugiu do local.

Mãe é presa após estuprar filho de 4 anos e gravar crime
Uma mãe foi presa nesta terça-feira (24) depois de ter confessado abusar sexualmente do filho de 4 anos e gravar o crime. O estupro foi cometido no município de Areia, no Agreste da Paraíba. As imagens foram feitas há um ano, segundo o delegada Simone Rosemberg, a pedido de uma pessoa que a suspeita, de 19 anos, havia conhecido pela internet.

Médium é acusado de abuso sexual contra seguidores
Seguidores acusam o médium Maury Rodrigues da Cruz, presidente da SBEE (Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas), de cometer abuso sexual durante sessões no centro religioso de Curitiba, no Paraná.
Em entrevista à Folha de S. Paulo, João (nome fictício), 37 anos, revelou ter sido uma das vítimas do médium e fez uma denúncia ao Ministério Público Estadual do Paraná. “Querendo ou não, com a sociedade machista como a nossa, quando o negócio é com homem a gente não é de contar”, afirmou.

Esposa perdoa marido cantor, que engravidou ex-cunhada atriz
Ex-cunhada de Letícia Almeida, Sarah Pôncio, de 21 anos, se manifestou através de seu perfil no Instagram sobre o imbróglio familiar que envolveu a atriz, seu irmão Saulo Pôncio e seu marido Jonathan Couto. 
Tudo em família...
Letícia namorou Saulo, mas já estavam separados quando ela apareceu grávida. Acreditando ser o pai, o cantor assumiu a paternidade. Mas a filha da atriz, na verdade, é do concunhado, Jonathan, casado com Sarah e pai de seus dois filhos, um ainda para nascer.

Vereador suspeito de matar ex e pai dela é preso no RJ
Foragido da polícia após suspeita de envolvimento na morte da ex-namorada e do pai dela, Sincero Ramos de Morais, vereador de Peçanha, município no Leste de Minas Gerais, foi preso, neste sábado (4), em Itaipava, na Região Serrana do Rio. As vítimas, Aline Aparecida de Souza, de 33 anos, e Afonso Vilela de Souza, de 62, foram assassinada em maio deste ano. No dia do crime, o política tinha ido à casa da ex visitar a filha, mas foi impedido pela avó materna da criança. Minutos depois, ele invadiu o imóvel e disparou quatro vezes contra Afonso. Em seguida, Aline foi atingida com cinco tiros.

Mulher é presa por gravar julgamento e enviar para companheiro preso
Uma mulher foi detida no fórum de Ijuí, no Noroeste do Rio Grande do Sul, após ser flagrada gravando um julgamento na tarde de terça-feira (23). De acordo com a polícia, ela registrou os depoimentos e enviou as informações de testemunhas para o seu companheiro, que cumpre pena na Penitenciária Estadual do Jacuí (PEJ), em Charqueadas.
O réu que estava sendo julgado, acusado de homicídio, é irmão do homem que está preso e cunhado dela. O juiz que conduzia os trabalhos foi avisado que uma mulher que assistia ao julgamento estava fazendo gravações, o que é proibido pela Justiça.

Mulher ganha na Justiça indenização por engravidar três anos após laqueadura
A Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, foi condenada a pagar um salário mínimo (R$ 954) por mês a uma auxiliar de limpeza, de 39 anos, que ficou grávida de uma menina após ser submetida a um procedimento de laqueadura na rede pública. A municipalidade informou que vai cumprir a decisão judicial.

Serviço mal feito...
A mulher se surpreendeu ao ficar grávida em 2011, por ter realizado a cirurgia de esterilização depois de ter o terceiro filho, três anos antes. Ela foi assistida pela equipe do Instituto da Mulher e Gestante de Santos, após ser encaminhada pela policlínica do bairro onde mora para integrar o grupo de planejamento familiar.

Merece reparos...
Segundo o processo, o procedimento de laqueadura ocorreu após a cesariana à qual a paciente foi submetida, em 2008, no Hospital e Maternidade Municipal Doutor Silvério Fontes. A inesperada gravidez fez com que ela e o marido procurassem a Defensoria Pública, já que não tinham condições de sustentar a família.

Mãe é suspeita de cegar três filhos para receber benefícios do INSS
Uma mãe suspeita de provocar a cegueira dos três filhos foi presa nessa quarta-feira (29), na cidade de Itabaiana, em Sergipe. O objetivo dela, segundo a polícia, seria receber benefícios previdenciários.
De acordo com a delegada do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) de Itabaiana, Josefa Valéria Andrade, a polícia ainda investiga o que teria provocado a cegueira das crianças.

O inquérito policial aponta que a suspeita pediu o benefício financeiro ao INSS imediatamente após o diagnóstico da suposta doença, além de não haver nenhuma receita médica que comprove a origem dos medicamentos supostamente usados pelos filhos.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE