O SÍTIO ARQUEOLÓGICO PEDRA DO NAVIO TEM SUAS RARIDADES ECOLÓGICAS - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

domingo, 3 de junho de 2018

O SÍTIO ARQUEOLÓGICO PEDRA DO NAVIO TEM SUAS RARIDADES ECOLÓGICAS

Veja que imagem espetacular. Como uma simples árvore pode segurar uma rocha como essa? Vale lembrar que o granito é a rocha ígnea mais comum, ocorrendo juntamente com os gnaisses no embasamento cristalino, que constitui o substrato da crosta siálica que forma os continentes. Ocorre com diversas cores, cinza claro a cinza escuro, amarelo, rosa ou vermelho.
O paredão granítico com uma coloração toda diferenciada, está visível aos nossos olhos quando chegamos ao Sítio Arqueológico da Pedra do Navio. É bom lembrar que podemos encontrar algumas rochas rochas magmáticas, que são expressas pelas condições geológicas em que se formou graças a sua textura.
O Sítio Arqueológico Pedra do Navio tem sua singularidade. Os granitos encontrados nessa região de Paranatama, ocorrem tanto sob a forma de maciços rochosos como em matagões (blocos arredondados), os mármores são explorados através de cavas abertas ou cortes em taludes, pois não formam concentrações de matagões como os granitos.
A Pedra do Navio de longe pode não parecer importante, mas, quando você chega perto encontra uma beleza natural indiscutível. Essa rocha tem toneladas de quilos, onde há milhões de anos esteve nas profundezas dos oceanos.
O pé de coco ouricuri com seu cacho cheio dos frutos que podem ser consumidos cru ou cozido.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE