MULHERES SÃO PROIBIDAS DE ENTRAREM DE SAIAS OU VESTIDOS CURTOS EM PREFEITURA DE ALAGOAS - CLÁUDIO ANDRÉ - O POETA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ultimas!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

DISTRIBUIDORA SÃO MARCOS - A Nº 1 DE BOM CONSELHO

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

MULHERES SÃO PROIBIDAS DE ENTRAREM DE SAIAS OU VESTIDOS CURTOS EM PREFEITURA DE ALAGOAS

Mulheres que gostam de usar minissaia e shorts, ou que se sentem bem ao trajar um vestido mais curto correm o risco de ser barradas na porta da prefeitura de Santa Luzia do Norte ou de outras secretarias e  órgãos do município. 
Desde o último dia 26 de setembro, para ingressar em qualquer repartição pública na cidade, a mulher deve estar cobrindo pelo menos dois terços "das coxas".

Em meio às discussões feministas atuais e à luta das mulheres por igualdade e espaço na sociedade, o prefeito de Santa Luzia do Norte, na Região Metropolitana de Maceió, decidiu publicar uma portaria que proíbe a entrada de "pessoas que se achem vestidas em trajes incompatíveis com o decoro e a dignidade".

Os homens também são alvos da portaria e não podem entrar nas repartições públicas com camiseta regata, short, ou bermuda.

Para a jornalista Niara Aureliano, simpatizante da causa feminista, a última coisa que deveria ser observada em alguém da população que buscar um órgão público é a roupa. "Decisões como estas afastam a população do poder púbico. Principalmente nas câmaras municipais e prefeituras, onde a população já não se reconhece mais nestes espaços", critica.

"Acho que decisões como estas são ultrapassadas. Vai ter uma fita métrica nas portarias para medir os 2/3 das coxas das mulheres? Qual o problema com a bermuda dos homens? Mesmo no calor, eles terão de usar calças? As mulheres também?", critica.

Procurado pela produção da TV Pajuçara, o prefeito José Alberto Hermenegildo da Silva prometeu falar sobre o assunto nesta quarta-feira.
do TudoNaHora

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE